Rua Antonio Ricardo Rodrigues

por Câmara de Indiaporã última modificação 31/10/2017 15h24
Rua Antonio Ricardo Rodrigues na cidade de Indiaporã-SP foi denominada conforme projeto de lei 064/2016 de autoria da vereadora Joana Darc Santíquio Rodrigues. Lei 856/2016 Indiaporã SP 15/12/2016

 

===========================================================================================

 Lei 856/2016 Indiaporã SP 15/12/2016 - Rua Antonio Ricardo Rodrigues

===========================================================================================

India Bonita

ANTONIO RICARDO RODRIGUES, nasceu dia 03 de abril de 1903,  em Dolores do Aterrado-MG

Filho de Marcolino Rofino Rodrigues e Mariana Flausina de Jesus.

Casou-se com Leocádia Bernardina de Paulo no dia 29 de junho de 1925 na cidade de Paulo de Faria-SP. Desta união conceberam os filhos: Maria, Jerônimo (Lomico), Jerônima, Mariana, Francisca, José Ricardo, Terezinha, Adilson, Benedita, Joana, Isabel e Antonio Aparecido.

Vieram de Riolândia, ex- Veadinho do Porto, mais precisamente da fazenda Córrego Fundo, no ano de 1937 e aqui criaram seus treze filhos.

Conhecido popularmente como ANTONIO MARCOLINO, comprou uma propriedade de 160 alqueires de terra do senhor Napoleão Moura, localizadas no córrego Barreirão e o meio de transporte da mudança foi o carro-de-boi.

Trouxe armas de fogo, como espingarda e uma garrucha. Era caçador de animais silvestre e pescador. Caçava e pescava somente para o consumo familiar.

Participava dos movimentos em favor da comunidade, assim como de mutirões e festas.

Possuía carro-de-boi e na sua propriedade também havia um monjolo, sendo que sua principal fonte de renda era gado leiteiro, porcos e roça.

Dona Leocádia era uma mulher muito prestimosa. Possuía um tear, e algumas de suas filhas também eram fiandeiras e tecedeiras. Ela era cozinheira, quitandeira, fazia farinha de mandioca e de milho, que eram ralados manualmente e socados pelo monjolo. Toda a família tinha o hábito de se levantar às cinco horas da manhã.

Ele era um homem de pouca cultura, pois não sabia nem assinar o próprio nome, mas era habilidoso nos seus negócios, pois sabia como ganhar dinheiro e economizá-lo, embora tivesse muita fartura em casa.

Aplicava o seu dinheiro na compra de outras propriedades. Comprou mais uma fazenda de 210 alqueires no córrego da Divisa e mais um sítio de 20 alqueires e um chácara em Fernandópolis e outra em Indiaporã, esta com 6 alqueires.

Certa vez, o senhor Júlio Roberto de Sant'Anna, então prefeito municipal, convidou-me para ir a Fernandópolis conversar com o senhor Antônio Marcolino, para negociar a cessão de sua chácara de Indiaporã, a fim de que fossem construídas as casas da CESP, Companhia Energética de São Paulo, pois aquela empresa pretendia se instalar em nossa cidade, durante a construção da Usina Hidrelétrica de Água Vermelha. Ele logo compreendeu a importância que tinha, pois traria a maioria dos barrageiros para cá e desenvolveria toda a região e, prontamente, nos cedeu seu terreno.

O senhor Antônio Marcolino faleceu em 5 de setembro de 1977 e dona Leocádia faleceu no dia 3 de junho de 1991.

Deixaram todos os seus bens como herança para os filhos.

Pesquisa realizada em 08 de Fevereiro de 1997.

Entrevistada: Júlia Leocádia Rodrigues Luz (sua filha).

Entrevistador: Adelino Francisco do Nascimento.

=======================================================================

Texto extraído do Livro Memórias de Indiaporã, Editora Ferjal 2000, Adelino Francisco do Nascimento, páginas 52 e 53.

=======================================================================

Parte desses bens que foram desapropriado por um valor simbólico para o crescimento de nossa cidade, onde situa-se as quadras canteiro, 01 e 02.

Pessoa humilde, mas de caráter, esposo exemplar, pai amigo e acima de tudo respeito e amor ao próximo.

===========================================================================================

PROJETO DE LEI DO LEGISLATIVO Nº 064/2016, DO LEGISLATIVO

Art.1º A Rua 4 da COHAB Prefeito Cláudio Ribeiro Corrêa, deste Município, denominar-se-á Rua “ANTONIO RICARDO RODRIGUES”

JOANA DARC SANTIQUIO RODRIGUES - Vereadora P.M.D.B.