Rua Miguel Antonio de Rezende

por Câmara de Indiaporã última modificação 19/01/2018 08h42
Rua Miguel Antonio de Rezende na cidade Indiaporã passou a ser a nova denominação da antiga Rua Mato Grosso denominada quando o distrito pertencia a Fernandópolis, conforme Lei 20/1974 Indiaporã SP 17/06/1974. Projeto de lei de autoria do vereador Ozorio Luiz Pereira.

===========================================================================================

Lei 20/1974 Indiaporã SP 17/06/1974 - Rua Miguel Antonio de Rezende

===========================================================================================

 

===========================================================================================

Rua Oswaldo Vieira de Queiroz em Indiaporã-SP

MIGUEL ANTONIO DE REZENDE (Miguel Cabeceira)

Nasceu dia 30/06/1920 = local: ___________________

Faleceu no dia 08/05/1974, com 54 anos de idade.

=============================================================

               Miguel Antônio de Rezende, vulgo Miguel Cabeceira, era natural de Conceição de Alagoas, Estado de Minas Gerais e, quando ainda solteiro, mudou-se para a cidade de Riolândia, onde se casou com a senhora Geralda Lucas e conceberam 02 filhas: Renita e Rita.

               Na cidade de Riolândia, ele trabalhou como empreiteiro de serviços rurais, como arrancar tocos, roçar e capinar roças.

               Como era muito trabalhador e econômico, conseguiu juntar uma boa reserva de dinheiro, com a qual comprou uma propriedade de 60 alqueires de terras do senhor César Moura, localizada na margem do córrego da Divisa.

               Mudou-se para essa propriedade no ano de 1944, onde dona Geralda Lucas, sua esposa, veio a falecer, no dia 29 de setembro de 1946.

               Casou-se novamente com a senhora Ordália Aidalia Tosta Rezende e o casal teve 06 filhos: Egle Marly, José Carlos, Edméia Maria, Elaine Maria, Ana Maria e Rosinei Maria.

               Em poucos anos de trabalho e com habilidade e honestidade nos seus negócios, conseguiu ampliar seu patrimônio de maneira excepcional.

               Além de acrescentar mais 68 alqueires em sua primeira propriedade, comprou mais 196 alqueires do senhor Quinca Zaria, além de alguns sítios próximos ao bairro Tupinambá, tornando-se assim, um dos maiores fazendeiros de Indiaporã.

               Mas, o seu maior sucesso em sua passagem por Indiaporã não foi a ampliação da riqueza, e sim a maneira pela qual se comportava perante a sociedade.

               Era desprendido do dinheiro, quando alguém lhe procurava para auxiliar em qualquer campanha, que fosse para o bem da comunidade.

               Foi vereador na gestão 1955 a 1958 e, certa ocasião, recebeu o título de Cidadão Trabalhador, outorgado pela Câmara Municipal.

               Faleceu em 08 de maio de 1974, fazendo por merecer a reverência feita à sua pessoa, com o nome de uma das ruas de nossa cidade.

               Entrevistadas: Ana Maria Rezende e Rita Lucas Rezende.

               Entrevistadores: Adelino Francisco do Nascimento e Aderito Ferreira da Silva.

 =====================================================================

Texto extraído do Livro Memórias de Indiaporã, Editora Ferjal, ano 2000, Adelino Francisco do Nascimento, página 89.

=======================================================================