História

por Interlegis — última modificação 30/03/2017 13h55
Textos sobre a história da Câmara Municipal de Indiaporã, desde sua criação, bem como, fotos, vídeos, áudios, entre outros.

História política e administrativa de Indiaporã (SP)

por Câmara de Indiaporã última modificação 15/08/2017 16h49
Textos sobre a história política e administrativa de Indiaporã, desde sua criação, que permitam às pessoas conhecer um pouco dos fatos que estão documentados em Atas, Leis, ofícios e pagamentos, sobre os acontecimentos mais relevantes em Indiaporã.



30/12/1953 - Criação do município de Indiaporã, através da Lei nº 2456.

03/10/1954 - 1º primeira eleição municipal para a legislatura 1955/1958.

29/10/1954 – Foram diplomados os eleitos, 09 vereadores, prefeito e vice.

15/12/1954 – Foi registrado o Livro de Atas Nº 001, pelo Exmo. Sr. Juiz Eleitoral, Dr. Rolando de Magalhães Couto.

==============================================================================================================================

=============================================================================================================================

01/01/1955 - Início das atividades da Câmara Municipal e da Prefeitura Municipal na Rua São Paulo, s/nº, anexa ao prédio da Prefeitura Municipal, foram empossados os 09 vereadores, prefeito e vice. O referido imóvel era de propriedade do senhor Manoel Urquiza Nogueira e ficou locado até 12/1958.

01/01/1955 - ATACIL LUIZ ARANTES eleito 1º presidente da Câmara de Indiaporã com 08 (oito) votos contra 01 (um) de CLÁUDIO RIBEIRO CORRÊA.

01/01/1955 - Os veículos da prefeitura de Indiaporã eram: 01 caminoneta Ford F1 1950, 1 trator, 1 motoniveladora e 1 caminhão Chevrolet 1950.

01/01/1955 - A prefeitura municipal de Indiaporã possuia máquina de escrever e somar, mas as Atas e Leis eram feitas manualmente em livros próprios, apenas a partir da Lei 24/1970 que passaram a ser arquivadas datilografadas.

1955Estado concedeu um empréstimo de Cr$ 200 mil para instalação do município.

18/01/1955 - Lei 02/1955 - ABRÃO GONÇALVES SOBRINHO, fez a doação pura e simples do imóvel urbano com 1.600 metros quadrado de terreno, nesta cidade, sito a rua paraná,  onde se acha construído o prédio do grupo escolar. Este local funcionou a prefeitura, Escola Normal, Hospital e atualmente é Junta Militar e Conselho tutelar. Não recebeu nenhuma denominação.

18/01/1955 - Lei 3/1955 - Lei que constitui o primeiro quadro de funcionários do município de Indiaporã foram eles: JOSÉ BASTISTA MALDONADO (porteiro-contínuo), JERONIMO VILELA DE BRITO (tesoureiro), AVELINO DE PAULA TOLEDO (contador-secretário), ROBERTO MENEZES PRATA (escriturário), EDSON DE ALMEIDA DUTRA (fiscal-lançador), ATANAZIO LEMES DE CAMPOS (zelador de cemitério) e WIRON VICENTE VIEIRA (lixeiro) e uma professora que assumiu em setembro/1955 NIONEDA ALBINO RIBEIRO. 

31/01/1955 - José Antenor de Rezende vende um animal por (CR$3.500,00 cruzeiros) a prefeitura para limpeza de serviços públicos, sendo a carroça fabricada e vendida pelo senhor Godofredo Salani por (CR$4.500,00 cruzeiros) e a ferragem do animal feita pelo senhor Wiron Vicente Vieira (CR$50,00 cruzeiros). Este animal ficou em pasto alugado pela Prefeitura de Indiaporã, sendo destaque: 13/09/1955 Almindo Custódio Vieira, e depois também alugaram pastos Antonio Campos, Aluiso Custódio Vieira e Verônica Francisca de Jesus. 

05/03/1955 - O presidente da Câmara, Sr. Atacil Luiz Arantes indica que seja feita a colocação de uma fotografia do Sr. OTHAYDES LUIZ ARANTES no recinto da Câmara por ter sido um grande amigo de Indiaporã, sendo aprovada por todos.

31/03/1955 - FRANCISCO CASSADANTE recebeu da prefeitura de Indiaporã a importância de CR$600,00 referente aos serviços prestados de carro de aluguel  conduzindo o médico legista residente em São José do Rio Preto, no trajeto de Fernandópolis até Indiaporã, para autópsia em uma mulher, esposa do vereador, aguardando o dia todo.

08/1955 - NIONEDA ALBINO RIBEIRO foi contratada como a 1ª professora do município de Indiaporã por CR$1.800,00 cruzeiros mensais, recebendo seu primeiro salário dia 27/09/1955.

24/08/1955 – Osório luiz Pereira recebeu referente vacinação de cães que foram licenciados para o ano de 1955.

26/08/1955 - Oscar Simões Marques recebeu a quantia de CR$150,00 referente ao fornecimento de café durante o período janeiro à julho/1955.

27/09/1955 - Manoel Urquisa Nogueira recebeu o pagamento do aluguel do prédio onde funcionava a prefeitura e a câmara, incluso também despesas de energia, o montante de CR$9.000,00 referente o período de janeiro à junho/1955.

30/09/1955 – Compra do senhor Francisco José de Paula, 1 caminhão Chevrolet 1950, capacidade 4500 kilos.

30/09/1955 - Prefeito Djalma Castanheira recebeu seus vencimentos que estavam atrasados, sendo pago nesta data o montante referente o período de janeiro a setembro/1955. O salário mensal do prefeito correspondia a CR$3.000,00 de subsídio e CR$2.000,00 de representação, totalizando CR$5.000,00 mensais.

30/09/1955 - Alcebiades Batista do Carmo recebeu o montante de CR$6.693,50 referente ao fornecimento de gasolina a prefeitura de Indiaporã no período de fevereiro a agosto/1955.

07/10/1955 – Salvador Castrequini e outros 40 (quarenta) diaristas fizeram a abertura de estrada que liga Indiaporã a Mira Estrela.

14/10/1955 - Prefeitura faz doação auxílio ao Indiano Esporte Clube. O campo de futebol era onde atualmente está localizada a prefeitura, museu, casa da agricultura e conselho tutelar.

30/11/1955 - Foi concedido pela prefeitura um auxílio a caixa escolar do Grupo Escolar de Indiaporã, sendo diretora na ocasião a senhora ONDINA GONDIM BORGES sucedida por LUIZ ANGELOTI.

04/12/1955 - RUA CHICO FLORÊNCIO, primeiro local a receber denominação foi a atual Rua Francisco Florêncio Vicente, através da Lei nº 12, de 04 de Dezembro de 1955, ocasião da abertura da nova Rua doada pelo homenageado.

24/12/1955 – Foi realizada a sessão solene para colocar um CRUCIFIXO na sala de reuniões da Câmara, às 24:00 horas, véspera de Natal. (Aprovado em ata da sessão extraordinária do dia 01/12/1955, proposta do presidente Atacil Luiz Arantes.

1955 - Neste ano, os locais onde hospedavam os viajantes e técnicos que prestavam serviços esporádicos ao município de Indiaporã, eram no Hotel São Paulo de Olavo Pulégio e no Hotel de Madalena Marques 

 

01/01/1956 - ATACIL LUIZ ARANTES foi reeleito para o cargo de presidente da Câmara de Indiaporã.

05/01/1956 – Troca de um caminhão Chevrolet 1950 da municipalidade por um caminhão Ford 1950 do senhor Walter Oliveira (Lei 4/1956).

06/02/1956 – Folismo Fachim recebeu CR$800,00 referente ao transporte do médico legista residente em São José de Rio Preto, no trecho de Fernandópolis à Indiaporã, para fazer autópsia nos cadáveres da senhora Josefa e Manoel, na fazenda do senhor João Judico Maldonado.

22/02/1956 - Lei nº 3/1956 - DESIGNA O DIA 12 DE MAIO DE CADA ANO COMO O DIA DO MUNICÍPIO DE INDIAPORÃ. Comemora-se o aniversário do município de Indiaporã no dia 12 de maio, levando-se em consideração a data de fundação da primeira vila em 1938. Os anos são contados a partir de 1953, quando Indiaporã passou a município através da Lei Estadual nº 2.456, de 26 dezembro de 1953. REVOGOU-SE ESTA LEI EM 11/05/1965 ATRAVÉS DA LEI Nº 5/1965 pelo prefeito José Oliveira de Souza e designa o dia 24 de junho dia do município e feriado municipal. EM 15/05/1967, o prefeito Cláudio Ribeiro Correa, REVOGADA A LEI Nº 5/1965, PERMANECENDO EM VIGOR A LEI Nº 3/1956.

22/02/1956 – Lei 08/1956 – Institui o salário família no âmbito do município de indiaporã. CR$ 50,00 cruzeiros mensais por dependente.


22/02/1956 – Verônica Francisca de Jesus vendeu 13.570 metros quadrados destinados a ampliação do campo de aviação Cr$40.000,00.

02/1956 – Instalação do Posto de Arrecadação do Estado em imóvel alugado pelo município de indiaporã do senhor Jerônimo Adair Vilela.

05/05/1956 – Gráfica Leone de Fernandópolis recebeu CR$800,00 referente aos 500 envelopes e 1000 papel ofício 1/8 feitos para a Câmara de Vereadores de Indiaporã, conforme NF03209 de 05/01/1955.

25/05/1956 – Instalação da Agência Postal dos Correios em imóvel alugado pelo município de Indiaporã do senhor Domingos Simões Marques, sendo pago somente em 15/12/1956 o montante de CR$ 800,00.

Aprisionamento de cães: Resolução 10/1956 da Câmara Municipal de Indiaporã autorizou a prefeitura aprisionar todos os cães sem licença.

14/07/1956 – Foi autorizado a publicar no Jornal a Tribuna de Fernandópolis as notícias das atividades da Câmara e da Prefeitura, sendo entregue 150 jornais mensais, pelo valor de Cr$750,00 cruzeiros.

“A Tribuna de Indiaporã” foi designado como órgão oficial da municipalidade através da Resolução 12/1956 que autorizou a prefeitura de Indiaporã pagar a Gráfica Fernandópolis de João Teixeira Nunes, pela confecção de uma folha especial, 100 (cem) exemplares.

1956 – Galaor Matheus da Luz foi, algumas vezes, motorista da motoniveladora e Delcides de Souza de Freitas motorista do caminhão, também esporadicamente.

1956 – Aluguel de imóvel do senhor Orozimbo Furtado para instalação de uma Escola na Rua São Paulo, S/Nº (Manoel Urquiza Nogueira) e que depois passou a funcionar no imóvel do senhor Rufino Miguel Barbosa.

1956/1957 - Lázaro Chamat recebeu da prefeitura de Indiaporã referente fornecimento de luz (energia) à Câmara e Prefeitura nos anos de 1956 e 1957.

 

01/01/1957 - ATACIL LUIZ ARANTES foi reeleito para o cargo de presidente da Câmara de Indiaporã.

05/03/1957 - O presidente da Câmara, Sr. Atacyl Luiz Arantes indica que seja feita a colocação de uma fotografia do Sr. WALDEMAR MENEZES PRATA no recinto da Câmara devido o mesmo ser um dos fundadores da cidade.

04/1957 - PEDRO LUIZ DE OLIVEIRA passou a ocupar o cargo de encarregado da limpeza pública, substituindo o anterior, sendo este permaneceu até 12/1958.

03/07/1957 – Instalação da Junta de Alimento Militar, presente o funcionário de Fernandópolis, Otávio Barreto, sob responsabilidade do servidor Roberto Menezes Prata.

08/1957 - OSVALDO FERREIRA DA CUNHA foi contratado para prestar serviços na prefeitura de MOTORISTA, mas a partir de janeiro de 1958 mudou-se de função passando a exercer o cargo de encarregado de força e luz (motor) que também era melhor remunerado. 

19/10/1957 – Compra de uma caminhoneta Ford, ano 1950, cor azul, valor de CR$ 250.000,000 de Toshifumi Hirata.

31/12/1957 – Abono de Natal do exercício 1957 pago aos diaristas Paulino Tiago, Geraldo Ferreira e Natal Malone, no valor de CR$ 1.000,00 cada um.

1957 – Aluguel de almoxarifado municipal e garagem de veículos de Erotides Alves Ferreira.

Resolução 09/1957 – Concede o pagamento do descanso semanal remunerado a todos diaristas que contar com 30 dias de serviços prestados.



01/01/1958 - ATACIL LUIZ ARANTES foi reeleito para o cargo de presidente da Câmara de Indiaporã com 05 (cinco) votos.

01/1958 - OSVALDO FERREIRA DA CUNHA passou a exercer o cargo de encarregado de força e luz (motor gerador), graças a conclusão da obra de foi instalado no local onde atualmente funciona a agência dos Correios.

02/1958 – Inauguração da energia elétrica na cidade, em 05/03/1958 foi aprovado a taxa deCr$3,00 cruzeiros por quilovates. 

05/05/1958 - CLÁUDIO RIBEIRO CORRÊA pediu licença do cargo de vereador pelo período de 90 (noventa) dias para tratar de negócios particulares e reassumiu o cargo após este período, sendo que não foi chamado suplente.

12/05/1958 – Foi realizada a 1ª sessão solene em comemoração ao “Dia do Município”, proposta feita dia 05/05/1958 pelo presidente Atacil Luiz Arantes.

10/1958 - PEDRO DE SOUZA BRAGA foi o 2º contratado como tratorista da Prefeitura de Indiaporã, mas permaneceu curto período.

03/10/1958 – 2ª eleição municipal para os cargos de prefeito, vice-prefeito e veradores para a legislatura 1959/1962.

27/12/1958 – José Urquiza Nogueira recebeu referente a confecção de fotografias para o serviço eleitoral. Além disto a prefeitura pagou a Francisco Alves de Oliveira despesas com confecção de cabines para votação e viagem dos fiscais eleitorais de Fernandópolis à Indiaporã.

31/12/1958 – José Silva recebeu serviços prestados de eletricista na construção da rede elétrica local e instalação do motor de força e luz 

31/12/1958 – DR. FERNANDO JACOB recebeu CR$ 10.000,00 de honorários de advogado da prefeitura de Indiaporã no período 1955/1958.

31/12/1958 – Abono de Natal do exercício 1958 ao tratorista Pedro de Souza Braga, equivalente a 2 salários mensais do mesmo.

31/12/1958 – OSVALDO FERREIRA DA CUNHA, encarregado do motor, recebeu diferença de vencimentos à razão de CR$ 1.500,00 mensais relativos aos meses de 02 à 12/1950, que somados aos CR$ 3.500,00 que recebia igualou ao salário do prefeito, que era de CR$ 5.000,00 mensais.

31/12/1958 – Gratificação de quatriênio de serviços prestados pago aos senhores José Batista Maldonado, Roberto Menezes Prata e Jerônimo Vilela de Brito.

1958 – Início das obras de construção do Grupo Escolar (Othaydes Luiz Arantes) sob convênio com o IPESP

1955/1958 - Arlindo do Amaral Campos foi o empreiteiro responsável pelas obras no município de Indiaporã.

1955/1958 – Foram executados serviços de manutenção nas escolas: Fazenda Água Vermelha, Fazenda Pádua Diniz, Fazenda Ventura, Fazenda Santa Terezinha, Povoado Tupinambá e Grupo Escolas da sede de Indiaporã.

1955/1958 -Os pagamentos ocorreram em sua maioria no quarto trimestre de cada ano devidos aos repasses ocorrerem neste período.

1955/1958 - Não foram contratados de forma mensal motoristas de trator, caminhão e motoniveladora.

 

1955 à 1958 - A gestão do prefeito Djalma Castanheira foi marcada:

  1. construções de: guias e sarjetas, casa do gerador de energia, cadeia pública, Grupo Escolar Othaydes Luiz Arantes, campo de futebol;
  2. reforma de escolas, diversos mata-burro, ampliação do campo de aviação, construção de campo de futebol;
  3. compra de veículos: caminhoneta, motoniveladora Merlin 1956 e caminhão Ford 1950;
  4. contratação dos primeiros servidores municipais e advogado;
  5. diversos serviços realizados com diaristas não efetivos em limpeza de estradas rurais, guias e calçadas e iluminação pública;
  6. ajuda de custos a indigentes e ao esporte local;
  7. instalação dos correios, cadeia pública, junta do alistamento militar e posto de arrecadação estadual;
  8. compra de foices, facões e diversos itens necessários aos trabalhos, como máquinas de escrever e outros materiais de escritório.
  9. locação do prédio para instalação da prefeitura e câmara, almoxarifado, escola, correios, posto de arrecadação e pasto para animais;
  10. compra de 02 (dois) animais para a limpeza pública equipado com carroça;
  11. substituição de servidores no cargo de fiscal, motorista e encarregado da limpeza pública;
  12. diversos cuidados com a praça da matriz, instalação de bancos, plantação de mudas de árvores, guias e calçamento;
  13. abertura da Rua Francisco Florêncio Vicente e prolongamento da Avenida Nove de Julho e Orozimbo Luiz Arantes;
  14. gratificação aos servidores sem critérios definidos;
  15. anualmente recebia visita de combate a malária;
  16. licenciamento de cães, vacinação e aprisionamento;
  17. doação de imóvel para o IPESP construir o GEOLA (Lei 06/1957);
  18. construção de sala de aulas anexa ao grupo escolar antigo;
  19. institui o salário família aos servidores e descanso semanal remunerado a diaristas;
  20. doação de terreno à Congregação Cristã do Brasil (Lei 07/1958);
  21. doação de terreno na Rua Moreira para LBA construir posto de puericultura;
  22. pagamento de descanso semanral remunerado a diaristas.

==================================================================================================================

==================================================================================================================

01/01/1959 - Posse do prefeito, vice-prefeito e vereadores

01/01/1959 - DJALMA CASTANHEIRA foi eleito para o cargo de presidente da Câmara de Indiaporã com 07 (sete) votos. 

01/01/1959 à 31/12/1962 – Prefeitura e Câmara Municipal de Indiaporã mudaram para o imóvel de propriedade do senhor Lázaro Chamat, na mesma Rua São Paulo.

02/1959 – ANTONIO PINHEIRO DO NASCIMENTO, vice-prefeito, assumiu o cargo de prefeito em exercício, após pedido de licença de 30 (trinta) dias pelo senhor Cláudio Ribeiro Corrêa, sendo que o pagamento desta substituição foi em 31/12/1959, CR$ 10.000,00, relativos ao mês de fevereiro/1959. Através do ofício 46/1959 aprovado em 05/02/1959 pela Câmara de Indiaporã.

04/1959 - ALPÍNIO MARQUINE foi contratado como secretário técnico da Câmara Municipal de Indiaporã e recebeu os primeiros meses de salário a CR$ 1.500,00 mensais em 31/08/1959. É considerado o primeiro funcionário CONTRATADO da Câmara de Indiaporã. Na ocasião o mesmo era professor estadual no Grupo Escolar de Indiaporã. Apesar de a Câmara de Indiaporã funcionar no mesmo prédio da prefeitura, os serviços eram feitos até esta data por servidores da prefeitura que exerciam dupla função.

13/04/1959 – Dr. Fernando Jacob recebe honorários como advogado da prefeitura municipal de Indiaporã.

16/04/1959 – Dr. PEDRO DE FIGUEIREDO, dentista em Indiaporã, doou um gabinete dentário ao Grupo Escolar de Indiaporã, conforme ofício 068/1959, do presidente da Câmara de Indiaporã, Adelino Francisco do Nascimento, informando ao governador do Estado de São Paulo Carvalho Pinto.

10/1959 – COSMO PRATA começou a prestar serviços no PAMSI – Posto de Assistência Médica Sanitária Local, instalado na Avenida 09 de Julho, nº 405, no imóvel do senhor Alexandre Pedro Aidar e depois transferido a posse para João Judico Maldonado.

01/09/1599 – Lei 04/1959 Criação do cargo de secretário técnico da Câmara de Indiaporã.

11/1959 – O serviço municipal de força e luz prestado servidor Osvaldo Ferreira da Cunha foi substituído pelo Departamento de Águas e Energia Elétrica, através do seu funcionário, Vitor Alves Ribeiro, sendo que na ocasião dispensado o servidor do município.

12/1959 – Geraldo Ferreira e demais diarista recebem abono de natal.


01/01/1960 - DJALMA CASTANHEIRA foi reeleito para o cargo de presidente da Câmara de Indiaporã. 

07/1960 – Fermino Francisco Ruivo mudou-se de Pedranópolis para Indiaporã para trabalhar como jardineiro da prefeitura, e permaneceu no cargo até 08/1961.

30/07/1960 – Compra de 02 (dois) instrumentos para a fanfarra do Grupo Escolar de Indiaporã, sendo diretor na ocasião o senhor Júlio Cesar Wffenbaechu.

17/10/1960 – José Tanamati e José Urquiza Nogueira receberam da prefeitura referente a fotografias para inscrição como eleitor no município, na eleição em 04/10/1960.

11/1960 – Instalação do IBGE – Censo 1960

18/12/1960 – Decreto Lei nº 1, de 1960 ficam efetivados em seus respectivos cargos: Jerônimo Vilela de Brito – tesoureiro/lançador, Roberto Menezes Prata – escriturário e José Batista Maldonado – porteiro/contínuo.

12/1960 – Abono de Natal pago aos diaristas Paulino Tiago, Antonio Gonçalves e Jaime Gabriel dos Santos.

12/1960 – Abono de Natal aos servidores públicos efetivos.

12/1960 – Abono de Natal aos professores da rede municipal e estadual.

20/12/1960 - Lei 06/1960 institui prêmio em dinheiro aos professores municipais de cr$ 1.000,00 e cr$ 2.000,00 aos professores estaduais.

1960 – Orçamento de 1960 passou a prever despesas com pessoal – variável – mensalista (secretário técnico da Câmara Municipal de Indiaporã) cargo este criado através da Lei 04/1959 de 01/09/1959.

1960 – José Calazans de Souza fez serviços de confecção de faixas e placas de propaganda.

1960 – LÍDIA RIBEIRO DA SILVA ingressou no quadro de funcionários público como preparadora de merenda escolar e recebeu em 05/1961 retroativo a 1960. A cozinha piloto do município recebe esta denominação.

 

01/01/1961 - DJALMA CASTANHEIRA foi reeleito para o cargo de presidente da Câmara de Indiaporã. 

06/02/1961 – O vereador BENEDITO HONÓRIO DE ANDRADE é comunicado pelo presidente da Câmara de Indiaporã, Adelino Francisco de Nascimento, que pelo número excessivo de falta o mesmo já perdeu o seu mandato, mas a Câmara não convocou suplente e ele permaneceu até 31/12/1962 no cargo de vereador.

29/05/1961 – Maurithy Pagiolli é comunicado pelo Adelino Francisco do Nascimento e requer sua renúncia. Mas não foi acatado o pedido.

06/1961 – UMBERTO LUIZ PAGIOLI ingressou no quadro de funcionários público no cargo de fiscal. O almoxarifado municipal recebe esta denominação.

05/06/1961 - Renunciou ao cargo de vereador o Sr. ATACIL LUIZ ARANTES.

05/06/1961 – JOSÉ CHAMAT assume a vaga de vereador deixada pela renúncia do Sr. ATACIL LUIZ ARANTES, sendo o 1º suplente.

27/09/1961 – Ichiro Takay recebeu um auxílio da prefeitura de Indiaporã no valor de CR$ 10.000,00 para construção de prédio escolar no formoso, em sua propriedade.

30/12/1961 – Antonio Dezan recebeu da prefeitura de Indiaporã valores referente a instalação de luz na igreja e no jardim.

12/1961 – Abono de Natal a servidores e professores (Lei 6/1960).

12/1961 – Instalação de rede telefônica por Joaquim Peres de Oliveira, sendo que a linha passou por Brasitânia e Guarani D’Oeste.

1961 – Não houve contratação de professores municipais e nem motoristas.

 

1962 – EDGAR STOCCO assina o orçamento de 1962 como contador.

01/01/1962 - Foi feita a leitura da carta de renúncia do vereador DJALMA CASTANHEIRA por motivos de transferência de domicílio para São José do Rio Preto.

01/01/1962 - ADELINO FRANCISCO DO NASCIMENTO foi eleito para o cargo de presidente da Câmara de Indiaporã com 04 (quatro) votos. 

24/02/1962 - ANGELO FRANCISCO DO NASCIMENTO assume a vaga de vereador deixada pelo DJALMA CASTANHEIRA, sendo o 3º suplente, pois os outros dois não moravam no município.

15/03/1962 - A Câmara Municipal de Indiaporã (SP) foi transferida para o prédio próprio da Prefeitura Municipal, na Rua Paraná, Nº 373.

07/05/1962 – Compra de 01 (uma) motoniveladora da firma Vias e Viaturas S/A de São Paulo para pagamento em 30/12/1962.

27/06/1962 – Manoel Nogueira recebeu CR$ 31.824,00 referente ao preparo e fornecimento de mudas de café para serem distribuídas em Indiaporã.

01/07/1962 – JOSÉ OLIVEIRA DE SOUZA agastou-se do cargo de vereador por 90 (noventa) dias para concorrer ao cargo de prefeito e conseguiu ser eleito.

16/07/1962 – JOSÉ PINHEIRO DA SILVA solicita licença do cargo de vereador pelo período de 90 (noventa) dias, mas não foi reeleito, e após vencer sua licença não frequentou mas nenhuma sessão até encerrar o mandato em 31/12/1962.

08/1962 – João de Matos recebeu da prefeitura de Indiaporã recursos para fabricação de caixão para indigentes. (Zézinho da Ilha da Madeira)

03/09/1962 – IRIS BARBIERI, diretor do GEOLA, por impedimento do funcionário da câmara, exerceu a função de secretário técnico da Câmara de Indiaporã, na Sessão solene de autorização da licença do prefeito Cláudio Ribeiro Corrêa, solicitado dia 28/08/1962.

03/09/1962 – ADELINO FRANCISCO DO NASCIMENTO assume o cargo de prefeito em exercício pelo período de 08 (oito) dias, pelo motivo do vice-prefeito ANTONIO PINHEIRO DO NASCIMENTO ser considerado impedido por estar em campanha para cargo eletivo de vereador e a proximidade das eleições municipais. Antonio Pinheiro do Nascimento conseguiu eleger-se vereador para a próxima legislatura, sendo o único vice-prefeito a conseguir tal feito.

03/09/1962 – MANOEL JERÔNIMO DA SILVA assume a vaga de vereador referente a licença do vereador JOSÉ PINHEIRO DA SILVA até o dia 16/10/1962. 

03/09/1962 – CLÁUDIO RIBEIRO SILVEIRA tomou posse no cargo de vereador da Câmara de Indiaporã na licença do vereador José Oliveira de Souza que terminou em 01/10/1962. Cláudio Ribeiro Silveira frequentou apenas esta sessão.

07/10/1962 - 3º Eleição para os cargos de prefeito, vice-prefeito e vereadores, para a legislatura 1963/1966.

17/10/1962 – Campanha contra a paralisia infantil (poliomielite)

28/12/1962 – Adelino Francisco do Nascimento expõe sobre a necessidade de confecção do Brasão do Município e não houve nenhum vereador que fizesse a proposição. Feito solucionado apenas Lei nº 73, de 17 de março de 1978.

31/12/1962 – RUI BARBOSA GARCIA e ORLANDO GARCIA DUARTE, cada um, recebeu CR$ 2.000,00 de juros  referente ao valor de CR$ 12.500,00 emprestado a prefeitura de Indiaporã, pelo período de 08 (oito) meses, à 2% (dois por cento) ao mês, para compra de uma motoniveladora.

12/1962 – Reforma do antigo prédio do Grupo Escolar (Rua Innocêncio Dutra de Sant’Anna) que fora desocupado após a construção do Grupo Escolar Othaydes Luiz Arantes (GEOLA), preparando para a mudança da prefeitura em 1963 e deixar de pagar aluguel.

12/1962 – Auxílio a fanfarra do GEOLA para compra de instrumentos.

12/1962 – Gratificação de Natal aos 03 (três) servidores efetivos e o fiscal em igual valor para todos.

12/1962 – JOSÉ BATISTA MALDONADO recebeu o valor de CR$ 9.600,00 referente os serviços prestados de servente da Câmara de Indiaporã durante todo o ano de 1962.

12/1962 – Pagamento de diversas despesas da construção do GEOLA efetuadas no final de 1958 e início de 1959, entre os credores maiores: Alfredo Arthur Pagioro, Paulo Campos, Arlindo do Amaral Campos e diversos fornecedores.

1962 – Instalação da rede de telefonia, com despesas diversas de hospedagem dos diaristas, postes, e muitos materiais necessários.

 

1959 à 1962 - A gestão do prefeito Cláudio Ribeiro Corrêa foi marcada:

  1.  licença do cargo de prefeito em duas ocasiões: no 2º (segundo) mês de mandato assumindo o vice-prefeito e 08 (oito) dias em 03/09/1962, assumindo o presidente da câmara Adelino Francisco do Nascimento;
  2. construções de: guias e sarjetas, rede de telefonia;
  3. mudança do prédio da prefeitura e câmara de local no iníco de mandato e reforma do novo prédio instalado no mandato seguinte;
  4. reforma de escolas, diversos mata-burro;
  5. compra de veículos: motoniveladora;
  6. contratação: jardineiro, merendeira, secretário técnico e servente da câmara;
  7. diversos serviços realizados com diaristas não efetivos em limpeza de estradas rurais, guias e calçadas, iluminação pública e telefonia;
  8. ajuda de custos a indigentes e ao esporte local;
  9. instalação de: IBGE Censo 1960, DAEE Departamento de Energia Elétrica, PAMSI Posto de Assistência Médica e Sanitária, telefonia pública;
  10. efetivação de 3 servidores municipais;
  11. locação de imóveis para a prefeitura e câmara, correios, posto de arrecadação, PAMSI e pasto para animais;
  12. compra de animal para a limpeza pública;
  13. substituição de servidores nos cargos de fiscal e motorista;
  14. instalação de energia na igreja e praça da matriz e delegacia;
  15. apoio a fanfarra do Grupo Escolar Othaydes Luiz Arantes;
  16. distribuição de mudas de café;
  17. gratificação aos servidores com critérios (Lei 6/1960);
  18. contraiu empréstimos com particulares, pessoa física;
  19. anualmente recebeu visita do combate a malária e as primeiras campanhas contra a poliomielite.

 

==================================================================================================================

==================================================================================================================

01/01/1963 - Posse do prefeito, vice-prefeito e vereadores.

01/01/1963 - CLÁUDIO RIBEIRO CORRÊA eleito presidente da Câmara de Indiaporã com 05 (cinco) votos, contra ATACIL LUIZ ARANTES 02 (dois) votos e AYRES LUIZ ARANTES 01 (um) voto.

10/02/1963 – JOÃO MARTINS ATAÍDES é comunicado a pedir licença ou perderá o mandato a partir do dia 15/03/1963, devido ausência em diversas sessões.

28/02/1963 – Antonio Dezan recebeu auxílio de CR$ 20.000,00 para festa carnavalesca local.

14/06/1963 – Afastou-se o vereador JOÃO MARTINS ATAÍDES. 01/07/1963 solicita mais 90 dias de licença do cargo de vereador.

15/06/1963 – SEBASTIÃO RODERO assumiu a vaga temporária do vereador João Martins Ataídes.

08/1963 – Manoel Nogueira de Azevedo e Maria Lourdes de Souza Ribeiro foram contratados para o Serviço de Telefonia Municipal, sendo o chefe e a telefonista. Instalado na Avenida Nove de Julho, na ocasião o imóvel pertencia à Victor Alves Ribeiro, atualmente onde reside família de Ocrecídio dos Santos, de frente ao Banespa.

08 à 12/1963 – Wanderley Garcia e Ireni Luiz de Melo foram professores contratados para o curso de admissão escolar.

08 à 12/1963 – Osório Bernardino Pereira esteve lecionando aulas de música a diversos alunos residente em Indiaporã integrantes da fanfarra do GEOLA. Nicolau Barbon era o diretor do GEOLA.

10/09/1963 – Edgard Stocco recebeu serviços prestados de Contador no período 1959/1962.

12/09/1963 – POÇO DO LARGO DA MATRIZ: Os vereadores Sebastião Rodero e Joaquim Luiz do Amorim solicita do prefeito providências para conservação do poço comum que se acha a muito tempo quebrado, inutilizado no largo da matriz.

02/10/1963 – Sebastião Rodero, vereador e coletor estadual, foi informado que não frequentou sessões em julho, setembro/1963.

04/11/1963 – José Cândido de Avelar, vereador, indica que seja feita a construção de uma ponte no córrego do Tatú, na cabeceira da fazenda do senhor Nelson de Lima, onde se divide com os senhores JERÔNIMO JOSÉ GIL e Rui Barbosa Garcia.

30/11/1963 – João Basso recebeu referente a parte da compra em 1962 de um caminhão para o município e o restante foi pago em 31/12/1964.

31/12/1963 – Cecílio Pistelli recebeu CR$ 180.000,00 valor igual a remuneração do total do prefeito no ano, referente serviços prestados de contador no ano de 1963.

 

31/01/1964 – Compra de 01 colchão de capim destinado à presos da Delegacia de Polícia Local.

01/1964 – Octávio Barreto, contador CRC 34.340 começou a prestar serviços na prefeitura municipal e começou a ficar mais organizado os pagamentos e recibos passara a ser confeccionados em gráfica.

05/02/1964 – João Martins Ataídes solicita prorrogação de licença do cargo de vereador para mais 90 dias a partir desta data.

29/02/1964 – Venino Laguna recebeu Cr$18.000,00 a viagem com avião a serviços de interesse do município.

02/1964 – Construção de uma vasca para animais beber água no Curral do Conselho. Local onde eram recolhidos animais soltos nas vias públicas até que seus proprietários viessem busca-los. Paga-se uma multa.

18/05/1964 – Eni Maria Ribeiro foi contrata pelo município e iniciou serviços de funcionária como agente do correio local.

01/06/1964 – DATHAN CERVO tornou-se responsável pelo expediente de Diretor do Ginásio Estadual de Indiaporã e recebeu dia 04/01/1966 o acumulado até 30/11/1965

10/08/1964 – Lei nº 6/1964 autoriza assinar contrato com o sr. NEREL PEDRO CECÍLIO, para instalação de uma rede telefônica urbana, concessão pelo prazo de 10 anos.

04/09/1964 – Renunciou ao cargo de vereador o Sr. SEBASTIÃO RODERO que estava exercendo devido a licença de João Martins Ataídes.

30/09/1964 – Omar Borges da Silva vendeu 01 caminhoneta marca JEEP tipo pick-up Willis ano 1964.

09/1964 – Joaquim Luiz do Amorim recebeu referente conduzir pessoas em seu veículo para dar socorro ao desastre ocorrido na curva do córrego da divisa, do local à Fernandópolis.

09/11/1964 – Cláudio Ribeiro Corrêa presidente da Câmara e ex-prefeito envia carta ao prefeito José Oliveira de Souza “solicitando a acertar conta da sua administração, com o senhor João Basso, conforme nota relacionado pelo credor”.

17/11/1964 – Lei nº 13/1964 disciplina o funcionamento do serviço telefônico municipal. A Prefeitura que administrou o serviço de telefonia local.

17/11/1964 – Lei nº 15/1964 - FICA DESIGNADO O DIA 24 DE JUNHO DIA DO “PADROEIRO” DA CIDADE, SÃO JOÃO BATISTA.

17/11/1964 – Lei nº 16/1964 - CONSTITUI O QUADRO DE FUNCIONÁRIOS DA CÂMARA MUNICIPAL DE INDIAPORÃ, composto de 01 secretário- técnico e um servente.

16/11/1964 – AUGUSTINHO VICENTE VIEIRA é convocado a assumir vaga de vereador no dia 02/12/1964 devido a renúncia do suplente Sebastião Rodero que estava substituindo a licença de João Martins Ataídes, mas não aceitou.

01/12/1964 – Renunciou ao cargo de vereador o Sr. JOÃO MARTINS ATAÍDES que se encontrava afastado desde 14/06/1963.

30/12/1964 – CLAUDIONOR IZIDORO PEREIRA assumiu a vaga deixada pela renúncia do vereador JOÃO MARTINS ATAÍDES.

1964 – Auxílio ao senhor BENEDITO CARRERO, morador do Bairro Tupinambá, quando o mesmo foi esfaqueado e conduzido no veículo do Aparecido Antonio Vitta.

1964 – Construção do almoxarifado municipal com de madeiras e esteio comprado de Antonio Olívio Polizelli, carpinteiro João de Matos, pedreiro Sebastião Thomaz Garcia e eletricista José de Souza Barbosa.


02/04/1965 – Lei nº 3/1965 – Autoriza abertura de duas Ruas e dá denominação as novas ruas: RUA JOÃO INÁCIO DE SOUZA E RUA MANOEL DUTRA SANTANA.

04/1965 – Agnaldo Vianna, empreiteiro que executou obras de 42 km de extensão da linha telefônica Fernandópolis/Indiaporã.

11/05/1965 – Lei nº 5/1965 - Revoga a lei 3/1956 que designou 12 de maio dia do município e designa o dia 24 de junho, dia do padroeiro da cidade e dia do município de Indiaporã.

24/06/1965 – Padre Lauro Vollerino recebeu cr$3.200,00 pela celebração das missas dias 12/05 e 24/06

06/1965 – OSVALDO VALERIANO BORGES foi contratado como primeiro guarda noturno municipal.

01/09/1965 – ATACIL LUIZ ARANTES entrega carta de renúncia ao cargo de vereador.

01/09/1965 – REGO D’ÁGUA: A prefeitura de Indiaporã utilizava para irrigação das ruas de terras da cidade um caminhão tanque Ford F-5 1948. Para prestar este serviço a população servia de um rego d’água na propriedade do senhor Ataides Jesuíno Nunes. Foi enviado um projeto de lei nº 09/1965 para dar isenção ao mesmo de impostos e taxas municipais enquanto fosse utilizado água do mesmo, mas o projeto foi reprovado nesta data.

11/1965 – Inauguração da AMPLIAÇÃO DO CEMITÉRIO LOCAL com confecção de 10 cartazes.


01/01/1966 – Adelino Francisco do Nascimento recebe o inventário dos móveis e utensílios da Câmara de Indiaporã relacionados pelo presidente anterior José Chamat. Cantoneira de madeira porta filtro, filtro de cerâmica para água, campainha niquelada de mesa, crucifixo de parede, urna de madeira envernizada para votação secreta e um aparelho telefônico emprestado à Delegacia de Polícia local.

15/03/1966JOAQUIM DE SOUZA COSTA assume a vaga do vereador Atacil Luiz Arantes cuja renúncia foi lida na sessão do dia 15/09/1965.

01/04/1966 – SALÁRIO DO PREFEITO FOI O MENOR DOS SERVIDORES: O prefeito municipal José Oliveira de Souza, enviou correspondência ao presidente da Câmara de Indiaporã solicitando “reajuste em seus subsídios, que desde 1963, quando tomou posse, continuou o mesmo valor, sendo inferior ao menor salário dos servidores. Não estava recebendo nem a metade do que ganhava o funcionário de menor ordenado. Prefeito CR$41.600,00 = Tesoureiro CR$105.000,00 = Porteiro CR$84.000,00. Não foi reajustado pela Câmara e somente para a próxima legislatura. Segundo informações de familiares, disseram que os vereadores alegavam que o prefeito não precisava de salário pois era rico e também informaram que diante de tal situação e em protesto, Zé Teodoro doava seus salários para a Santa Casa de Fernandópolis. A obrigação de determinar o valor do próximo prefeito é da legislatura anterior, fato que nem os anteriores e os atuais fizeram.

15/04/1966 - José Chamat, presidente da Câmara de Indiaporã, exonera Roberto Menezes Prata e José Batista Maldonado, secretário técnico e auxiliar zelador, por ser incompatível acúmulo de cargos,mas solicita ao prefeito os mesmos servidores para prestarem serviços em horário que não perturbe as funções dos mesmos no executivo.

30/05/1966 – Lei nº 14/1966 autorizou a construção de um jardim na praça da matriz da séde, com administração própria.

01/06/1966 Foi assinado o memorial descritivo da construção da praça pública com 42 (quarenta e dois) posteletes e 75 (setenta e cinco) bancos tipo colonial ao preço de CR$30.000,00 cada e paisagismo. Prazo de 50 (cinquenta) dias para conclusão da obra.

 08/11/1966 – USELPA Usinas Elétricas do Paranapanema S/A fizeram a reinspeção de linha de alta tensão até tupinambá.

15/11/1966 - 4ª eleição para os cargos de prefeito, vice-prefeito e vereadores da 4ª legislatura 1967/1969.

13/12/1966 – Lei nº 27/1966 autorizou a assinar com a firma fornecedora de fontes luminosas para jardim um contrato de compra e instalação de uma fonte luminosa para o jardim público desta cidade, recursos de cr$5.500.000,00 proveniente de verbas federais.

24/12/1966 - LEI 28/1966 - 1.Lei Ordinária - 24/12/1966 - Doa local no cemitério, um terreno perpétuo, ao falecido sr. MANOEL PARANAÍBA, falecido em julho de 1945.

1966 – Nagib Aydar efetuou serviços de demarcação de divisas do município.

Alugueis:

Aluguel de pasto para o animal da limpeza pública em diversas propriedades, salão do Posto de Saúde de João Judico Maldonado, Coletoria Estadual de Jerônimo Adair Vilela, Correio de Ozorio Simões Marques, Casa do tratorista de Jerônima Osória de Oliveira, Telefônica de Victor Alves Ribeiro.

Fornecedores:

  • Hotel Alvorada de Demétrio Marques de Oliveira – Hospedagens de pessoas à serviço no município;
  • Auto Posto Madureira de Zuicker, Bassan e Cia Ltda – Gasolina e óleo para veículos;
  • Casa Campos de Paulo Campos e irmão;
  • Milton Salani construção de mata-burros, reparos em mata-burros e venda de madeiras;
  • Hotel São Luiz de Adolfo Luiz do Amorim;
  • Bazar Único de Pedro Tiago Barbosa;
  • João de Matos fabricante de caixões para indigentes;
  • Jerônimo Adair Vilela café em xicaras para câmara e prefeitura;
  • Casa Dois Irmãos – Ayres Luiz Arantes


1963 à 1966 - A gestão do prefeito José Oliveira de Souza foi marcada:

  1. Instalação e inauguração da rede telefônica;
  2. Reforma de escola no Bairro Tupinambá e construção de mais uma sala de aula, 1 poço, 2 mictório e móveis escolares;
  3. Construção de Escola Rural da Fazenda Bernardes de Eliziário Bernardo Coelho e Escola Rural da Fazenda Pádua Diniz de Eliziário Pontes Bernardes;
  4. Construção de mata-burros, ponte no Pádua Diniz,
  5. Construção do almoxarifado municipal;
  6. Doação de terreno a igreja Cristã do Brasil;
  7. Iluminação de Rua Comendador General Salgado;
  8. Pagamento do caminhão e Motoniveladora comprados na gestão anterior;
  9. Instalação do Ginásio Estadual;
  10. Ampliação do cemitério, feitio de 01 poço, 02 cruz, 01 oratório de granito, construção de uma capela no local e muro substituindo a cerca de madeira aroeira;
  11. Compra de 01 Jeep Willis novo;
  12. Abertura das Ruas João Inácio de Souza e Manoel Dutra Santana;
  13. Auxílio a indigentes diversos;
  14. Instalou-se agência bancária do Banco Mercantil Bamerindus;
  15. Colocação de guias e sarjetas em parte de 3 Ruas e  na Avenida
  16. Construção do jardim e fonte luminosa;
  17. Ligação de iluminação no Bairro Tupinambá;
  18. Pintura do caminhão F-1 1948 azul, reforma do caminhão tanque d’água Ford F-5 1948 utilizado na irrigação das ruas;
  19. Curso de admissão escolar;
  20. Prolongamento de eletricidade Rua Faustino até Comendador;
  21. Pagamento de energia em atraso desde 1962;
  22. Contratação de guarda noturno;
  23. Demarcação de divisas do município;

 

==================================================================================================================

==================================================================================================================

01/01/1967 – Posse do prefeito, vice-prefeito e vereadores.

01/01/1967 – ADELINO FRANCISCO DO NASCIMENTO foi eleito com 06 (seis) votos para presidente da Câmara Municipal de Indiaporã e URIAS GARCIA FILHO teve 03 (três) votos.

1967 - Subsídios do prefeito Cláudio Ribeiro Corrêa aumentou mais de 14 vezes comparado com o do prefeito anterior = de NCR$41,60 para NCR$600,00

01/04/1967 – O CASO DOS CHEQUES NÃO CONTABILIZADOS: O cidadão José Oliveira de Souza, ex-prefeito, entrega na Câmara de Indiaporã um ofício informando que fez um levantamento contábil no quadriênio 1959/1962 e consta que o município recebeu auxílio do Estado somente NCR$15,00. A Coletoria Estadual local certificou haver pago o montante de NCR$715,00, em 04 cheques. 15/04/1967 JOSÉ LUIZ PEREIRA, pai do ex-vereador Osório Luiz Pereira, solicitou na Câmara certidão sobre as verbas pagas pelo Estado ao município no exercício 1962. Em 15/05/1967 foi respondido o ofício que não tinha como emitir tal certidão pois a receita é do município. Neste mesmo período o prefeito Cláudio Ribeiro Corrêa enviou justificativa à Câmara pelo esquecimento de contabilizar os créditos restante de NCR$700,00. O presidente Adelino Francisco do Nascimento, em data não encontrada, promoveu uma reunião de vereadores no gabinete do prefeito Claudinho exigindo a sua renúncia. Tendo esta sugestão sido recusada pelo mesmo. Ao saírem o grupo de vereadores do prédio da prefeitura foram duramente vaiados pela população aglomerada a frente do paço municipal. 01/08/1967 – Foi entregue na Câmara o balancete do 1º trimestre 1967, nele estava inclusos 3 cheques não contabilizados elementos acontecidos no ano 1962, exercício da gestão anterior do atual prefeito Claudinho. 20/09/1967 – A Câmara enviou ao Tribunal de contas do Estado e ao S.N.I. as informações sobre o acontecido conforme parecer da Comissão de Finanças e Orçamento. Coincidentemente o presidente Adelino Francisco do Nascimento renunciou ao cargo de vereador e mudou-se para Goiânia-GO, assumindo José Chamat. 15/01/1968 – José Chamat, presidente da Câmara, fez a leitura da denúncia por crime de responsabilidade contra o prefeito Cláudio Ribeiro Corrêa pelos cheques não contabilizados. Foi rejeitada por 4 X 2. Favoráveis os vereadores Carlitos da Silva e Pedro Gregório Rodrigues. Contrários os vereadores Milton Salani, Urias Garcia Filho, Waldomiro de Paula Ribeiro e Antonio Gonçalves Franco além da abstenção do presidente José Chamat. 01/11/1968 – Lido em plenário a carta de renúncia do vereador PEDRO GREGÓRIO RODRIGUES protocolada dia 15/10/1968 por estar inconformado com a atitude do prefeito Claudinho em defender uma tese irregular que acabou conseguindo 4X2. Chamado o 7º suplente da Arena 1 JOSÉ CÂNDIDO DE AVELAR que não assumiu o cargo, ficando vago até o término da legislatura. Outra coincidência foi a renúncia de Urias Garcia Filho desde 01/04/1969 e a Câmara ficar com apenas 07 sete vereadores.

15/05/1967 – Lei nº 3/1967 revoga a lei nº 5, de 11 de maio de 1965 que havia extinto o feriado de 12 de maio, tornando a ser novamente feriado municipal e dia do município o dia 12 de maio.

06/1967 – WALDEMAR ANTONIO COUTRIM foi contratado oficialmente o primeiro motorista de ambulância do município. Outros motoristas dirigiam o veículo do PAMS, mas não eram exclusos para tal finalidade.

01/09/1967 - Renunciou o vereador ADELINO FRANCISCO DO NASCIMENTO por motivos de mudança de domicílio para a cidade de Goiânia-GO. Foram convocados quatro suplentes: Claudionor Izidoro Pereira, José Ignácio Lacerda, Pedro Tiago Barbosa e Joaquim de Souza Costa, todos desistentes.

03/10/1967 - Lei nº 11/1967 autorizou a instalar e subvencionar a Escola Normal Municipal de Indiaporã.

06/10/1967 – Foi efetuado o pagamento dos subsídios do ex-prefeito José Oliveira de Souza referente ao período 02 à 12/1966.

01/11/1967 – O FURTO DO BALANCETE: Luiz Theodoro de Oliveira, vereador na ocasião, teve subtraído de seu veículo aportado em frente a casa de seu pai Theodoro José de Souza, documentos a serem apreciados pela Comissão de Orçamento e Finanças, a qual era presidente, entre eles o balancete do segundo trimestre de 1967 que não foi enviado outro pela prefeitura.

03/11/1967 – O CASO DO VALE DO AUDITOR: José Pereira da Rocha, contador residente em Populina, no período de agosto à dezembro/1966 prestou serviços de auditoria nas contas dos exercícios 1959 à 1962. O prefeito na ocasião José Oliveira de Souza e o tesoureiro Jerônimo Vilela de Brito assinaram um “VALE” no valor de NCR$500,00 que foi pago nesta data ao filho do contador, Paulo Pereira da Rocha, pois o credor estava enfermo.

16/11/1967 - JOSÉ CHAMAT assume a vaga de vereador no lugar de Adelino Francisco do Nascimento e em 01/01/1968 o mesmo foi eleito pela segunda vez presidente desta Casa de Leis.

09/12/1967 – Por desrespeito ao senhor prefeito municipal Cláudio Ribeiro Corrêa e por se encontrar embriagado várias vezes em serviço, um diarista/mensalista foi suspenso por trinta dias.

15/12/1967 – Luiz Resende de Almeida e Inocêncio Marques de Oliveira receberam auxílio para confecção de diplomas, convites e demais preparativos para a festa de comemoração ao término do Curso Ginasial.

26/12/1967 – Sebastião Marinho Carvalho recebeu NCR$5,00 referente a uma viagem até o Bairro Tupinambá conduzindo funcionário do município em sua CHARRETE.

 

1968 – CONTA BANCÁRIA DA CÂMARA: A partir de 1968, começou a ser melhor organizado as rotinas administrativas da Câmara de Indiaporã. Contratou uma Contadora e criou vários livros de registros diversos e balancetes mensais. Foi feito a abertura de conta corrente na Agência Local do Banco Mercantil e Industrial de São Paulo S/A – Bamerindus, que na ocasião era chefe de serviços do Banco, o senhor Oldemir Lima. Os cheques eram assinados pelo presidente José Chamat e 1º secretário Carlitos da Silva.

07/02/1968 – PRIMEIRA VIAGEM À BRASÍLIA: Viajaram o prefeito Cláudio Ribeiro Corrêa e o vereador Urias Garcia Filho para tratar assuntos de interesse do município. Prefeitos anteriores sempre viajaram para São Paulo.  

09/02/1968 – TRANPORTE DE VEREADORES RESIDENTES EM TUPINAMBÁ: Sebastião Francisco Gonçalves recebeu da Câmara Municipal de Indiaporã a quantia de Cr$ 6,00 (seis cruzeiros), através do cheque 925.588 do Banco Mercantil Industrial de São Paulo S/A referente ao transporte dos vereadores ADELSON MACHADO e WALDOMIRO DE PAULO RIBEIRO, residentes no Bairro Tupinambá, ida e volta, para participarem de sessão legislativa ordinária. Foram feitos diversos pagamentos por este tipo de serviços bancados pela prefeitura e câmara.

Decreto Legislativo 02/1968 – Autorizou a mudança do prédio da Câmara para Rua Manoel Urquiza Nogueira nº 385.

03/1968 – Inauguração da Escola Normal de Indiaporã, na Rua Paraná, 543. Pedreiro responsável pelas reformas e adequações Sebastião Batista Maldonado. Elaboração de documentos feitas por Antonio Arantes Júnior e Dathan Cervo. LEI 11/1967 - 1.Lei Ordinária - 03/10/1967

12/05/1968 – TÍTULO DE CIDADÃO HONORÁRIO: Foi realizada uma sessão solene dedicada a comemoração da data de aniversário do município e concessão de títulos de cidadão honorário aos deputados estaduais WALDEMAR LOPES FERRAZ e ADEMAR MONTEIRO PACHECO. Realizada às 11:00 horas, na sala de espetáculos do Cine Vera Cruz, na Rua Luiz Arantes. Presente todos os vereadores, o prefeito e deputado estadual Ademar Monteiro Pacheco.  Ausente o deputado Waldemar Lopes Ferraz. Transmissão pela Rádio Educadora de Fernandópolis. Presente também Banda Musical da corporação da Força Pública do Estado, sediada em São José do Rio Preto. O deputado Waldemar auxiliou na instalação do Ginásio Estadual e o deputado Ademar Pacheco auxiliou na instalação da Escola Normal Municipal, conforme expresso nos Decretos Legislativos 04 e 05/1968.

20/04/1968 – Contratado como JARDINEIRO municipal o senhor Alcindo Vita.

05/1968 – Reforma da cadeia pública local, sendo delegado na ocasião Dr. Florivaldo Santos Rancan. Foi substituído pelo Dr. Décio Agostinho Gonzaga.

01/06/1968 – Publicado no Jornal O Imparcial de Fernandópolis, dirigido pelo senhor João Garcia Pelaio, o Ato da Mesa nº 01/1968 que constitui os serviços de secretaria da Câmara de Indiaporã.

21/06/1968 – Contratação de empréstimo autorizado pela Lei nº 02/1968 no valor de NCR$10.000,00 no Banco Mercantil, agência local. DPA 40/68/470, pago em 12/09/1968 juros e comissões.

07/1968 –   Construção de ponte sobre o Rio Pádua Diniz onde buscava água para a irrigação pública.

18/07/1968 – Lei nº 3/1968 autorizou a instalar uma biblioteca pública municipal. 

08/1968MENSAGEIROS DO SERVIÇO TELEFÔNICO: Silmar Joaquim de Matos e Luiz Humberto de Matos a partir de 09/1968. Término em 04/1969.

10/1968 à 12/1968CURSO DE ADMISSÃO: Maria José Justiniano e Rosa Francisca Flores Ponce professoras de matemática/ciências e português/estudos sociais ministraram aulas para o curso de admissão ao ginásio.

02/10/1968SALÁRIO DO TRATORISTA: Lei nº 8/1968 alterou o quadro de servidores municipais e reajustou a remuneração. Nesta ocasião o tratorista era um dos maiores salários da Prefeitura.

27/10/1968O CASO DO MÉDICO RESIDENTE: Foi enviado telegrama à Joaçaba-SC convidando o Dr. Manoel Antão Caxambú Pereira para o cargo de médico do posto de saúde local. 25/06/1969 – O vereador Adelson Machado, o presidente da Câmara Milton Salani e o prefeito Cláudio Ribeiro Corrêa viajaram até Curitiba-PR para tratar da vinda do médico como contratado da Secretaria Estadual de Saúde. 25/08/1969 – Lei nº 12/1969 autorizou a locação de um prédio residencial para residir o médico do posto de assistência médico sanitária no período 01/08/1969 à 31/07/1970.  Foi locada uma casa de Demétrio Marques de Oliveira, localizada na Rua Paraná, de frente com a Telesp. Quando mudou-se ficou alguns no hotel do Demétrio e o município pagou as despesas. 25/08/1969 – Lei nº 13/1969 autorizou a gratificação no valor de NCR$1.500,00 mensal, a partir de agosto deste ano, ao Dr. Manoel Antão Caxambú Pereira, único médico residente e domiciliado nesta cidade, pelo seu atendimento gratuito a indigentes. 1970 – Cessou o pagamento das gratificações.

01/11/1968 – Lido em plenário a carta de renúncia do vereador PEDRO GREGÓRIO RODRIGUES protocolada dia 15/10/1968 por estar inconformado com a atitude do prefeito Claudinho em defender uma tese irregular que acabou conseguindo 4X2. Chamado o 7º suplente da Arena 1 JOSÉ CÂNDIDO DE AVELAR que não assumiu o cargo, ficando vago até o término da legislatura.

11/1968ESCOLA DE DATILOGRAFIA RUI BARBOSA: Foi concedido benefícios com o pagamento de aluguel para que fosse instalado no imóvel do senhor Geraldo Luiz da Costa.

12/12/1968 O FAVORECIMENTO NO ATENDIMENTO BANCÁRIO: Ayres Luiz Arantes, cidadão local, encaminha carta ao presidente da Câmara José Chamat esclarecendo que “há ventilação na cidade de notícia que o senhor Sidney Pantaleão da Conceição, titular da agência local da rede Bamerindus vem servindo mais a um determinado grupo político em detrimento de outros, o que a nosso ver (os Arantes) não procede e fere frontalmente a verdade. Representa esta a verdade e que desfaçam de uma vêz por todas quaisquer confusos boatos”.

1968 – CENÁRIO ECONÔMICO EM 1968: Havia 6.947 habitantes, sendo 2.000 na zona urbana e 4.947 na zona rural. 320 prédios, 06 máquinas de benefício de arroz, 03 olarias, 02 sapatarias, 01 fábrica de manteiga, 01 cinema com 450 poltronas, 01 fábrica de móveis, 01 fábrica de carrinhos, 01 serraria, 02 postos de combustíveis, 35.000 cabeças de gado e produzia arroz, algodão, milho, amendoim e café.

25/02/1969 – O Governador Abreu Sodré assinou o contrato para construção a ponte sobre o Rio Grande, proximidades da futura Usina Hidrelétrica de Água Vermelha, conforme telegrama recebido na Câmara de Indiaporã dia 23/02/1969 convidando para a cerimônia.

01/04/1969 – URIAS GARCIA FILHO solicitou licença de 30 dias de licença para tratar de interesses particulares e não retornou. Assumiu seu lugar na presidência da Câmara o vice-presidente Milton Salani e não foi convocado suplente para a vaga até o final da legislatura. Em 14/05/1969 foi protocolada carta de renúncia por motivos de saúde.

04 à 11/1969 – CURSO DE ALFABETIZAÇÃO DE ADULTOS: Inês Alves Garcia Greco lecionou aulas para alfabetização de adultos, no imóvel locado de Milton Salani. Ficou também conhecido como Escola Noturna.

16/04/1969 – Lei nº 01/1969 autorizou a transferência do Serviço Telefônico Municipal para a COTESP Companhia de Telecomunicações do Estado de São Paulo.

05/05/1969 - O município contratou DARLEI SALANI para o cargo de encarregada do Correio local.  Mariana Rita Nogueira Bechara era a funcionaria do Correio não remunerada pela prefeitura.

11/07/1969 – Lei nº 8/1969 autorizou a proceder a reforma e ampliação do prédio de propriedade do município, situado a Rua Comendador General Salgado, destinado a instalação de um hospital para assistência médico hospitalar e autoriza a abertura de um crédito especial no valor de nc$10.000,00 cruzeiros novos.

28/07/1969 – Benizio Florencio Vicente, agrimensor, prestou serviços técnicos na confecção de uma planta geral da cidade, com metragens dos lotes e Francisco Paes o mapa do sistema rodoviário municipal com cópia herográfica.

25/08/1969 – Lei nº 11/1969 autorizou o pagamento de gratificação ao responsável pelo Ginásio Estadual de Indiaporã.

10/1969 à 12/1969CURSO DE ADMISSÃO EM TUPINAMBÁ: DIVA DE OLIVEIRA SANTOS TREVIZAN e Rosa Francisca Flores Ponce foram as professoras responsáveis pelas aulas no povoado Tupinambá. Maria José Justiniano e Edna Justiniano professoras que ministraram aulas para o curso de admissão ao ginásio em Indiaporã no mesmo período.

16/10/1969 – Lei nº 17/1969 autoriza o pagamento de vencimentos da encarregada do Posto de Correio Local, correspondente ao período de 5 de maio a 31 de dezembro de 1969.

06/11/1969 – Compra da Pfizer Química Ltda vacinas contra loucura destinado à proteção dos cães desta cidade.

30/11/1969 – 5º eleição para os cargos de prefeito, vice-prefeito e vereadores, para a 5ª legislatura 1970/1972. (AIT nº 15/1969 - 11/09/1969)

16/12/1969GRATIFICAÇÃO EM DINHEIRO CONCEDIDA AOS JOGADORES DO ARLEI: José Bastos, Arcilei, Pauleta, Granada, Cassiano, Cutia, Funeco, Norival, Diorandi, Sebastião, Oglandir, Elpídio, Inocêncio, Sérgio, Galbiati, CONCA JACINTO e Cosmo.

1969 – DEPÓSITO CAUÇÃO PARA TOMADA DE PREÇOS: Foi recebido depósito em caução para as tomadas de preços realizadas pela prefeitura. Destaca-se a construção de Escola Típica Rural no Córrego da Cabaça.

 Alugueis:

Aluguel de pasto para o animal da limpeza pública em terras de Izidro José de Sant’Anna, salão do Posto de Saúde de João Judico Maldonado, Correio de Júlio Roberto de Sant’Anna; Posto telefônico na Av. Nove de Julho 508 de Victor Alves Ribeiro, prédio da Prefeitura era Ozório Simões Marques depois vendeu para Paulo Fantini.

Fornecedores:

  • David Hotel de José David Pereira – refeições e hospedagens;
  • Jatil Martins de Souza – calçamento do jardim;
  • Posto N. S. Aparecida – João Branco da Silva e José Pedro Dias – óleo e gasolina;
  • Posto do Clodô – Clodoaldo Ribeiro Arantes;
  • Antônio Portilho de Magalhães – construção de mata-burros e esquifes;
  • Casa Arantes & Arantes – secos e molhados;
  • Milton Salani construção de mata-burros, reparos em mata-burros e venda de madeiras;
  • Jesus Inácio de Souza confeccionou fotografias para fins eleitorais;
  • Gráfica Leone de Jaime Batista Leone em Fernandópolis;
  • Farmácia São João de João Batista Matarézio Filho;
  • Bar Indiaporã de Ana de Oliveira Mello – refeições;
  • Capri Hotel de Elias Bechara;
  • Taxistas: Joaquim Luiz do Amorim, João Maciel da Silva e Sebastião Antonio Costa;
  • Venino Laguna – horas com trator esteira;
  • Antonio Olímpio Martins - perfuração, limpeza, rebaixamento e manutenção de poços.

 

1967 à 1969 - A gestão do  prefeito Cláudio Ribeiro Corrêa foi marcada:

  1. Tornou novamente o dia 11/05 data de aniversário da cidade – Lei 3/1967;
  2. Auxílio a indigentes diversos;
  3. Construção de calçadas em frente ao Grupo Escolar O.L.A. (1967);
  4. Recebeu subsídios de prefeito com aumento mais de 14 vezes = de NCR$41,60 para NCR$600,00
  5. Conclusão da fonte luminosa e calçamento do jardim (1967);
  6. Contratação de motorista da ambulância e jardineiro;
  7. Compra de 01 Volkswagem bege 1967 para uso do prefeito – Lei 14/1967;
  8. Absolvido pela Câmara por suposta irregularidade ocorrida em 1962;
  9. Aumento da arrecadação e regularidade nos pagamentos mensais;
  10. Repasse mensal de duodécimo à Câmara Municipal (1968);
  11. Pagamento hospedagem do delegado e combustível para o Jeep da Delegacia de Polícia;
  12. Eletrificação do Bairro Kennedy (1968);
  13. Construção de ponte sobre o Córrego da Lagoa, sobre o Rio Bonito e Córrego Vicente Arantes (1968);
  14. 09 km de linha telefônica até divisa com Mira Estrela;
  15. Construção Escola do Córrego da Cabaça;
  16. Instalação da Escola Normal Municipal (03/1968);
  17. Medicamentos doados a indigentes passaram a ser pagos direto à farmácia;
  18. Funcionamento do posto telefônico no Bairro Tupinambá;
  19. Curso gratuito de admissão ao ginásio (1968 e 1969);
  20. Curso de alfabetização para adultos (1969);
  21. Incentivo e auxílio ao médico para residir em Indiaporã (1969);
  22. Pagamento de aluguel para Escola de Datilografia (1968);
  23. Levantamento de terrenos vagos para lançamento de impostos (1969);
  24. Fornecimento de merenda escolar para o Grupo Escolar Tupinambá;
  25. Contratação de empréstimo bancário;
  26. Institui o código tributário no município;
  27. Instalação da biblioteca municipal;
  28. Venda de veículos obsoletos – Leis 02 e 25/1969 e 14/1967;
  29. Doação de Terreno à Cotesp – Lei 03/1969;
  30. Transferência do serviço telefônico municipal para a Cotesp (04/1969);
  31. Gratificação ao professor Dathan, responsável pelo Ginásio Estadual

==================================================================================================================

==================================================================================================================

31/01/1970 – Posse do prefeito, vice-prefeito e vereadores. 

02/1970 – Jerônimo Vilela de Brito retorna ao cargo de tesoureiro.

02/1970 – Ormezindo Borges contratado como dentista do GEOLA. Lei 02/1970

15/04/1970 – Foi discutido em sessão plenária da Câmara de Indiaporã a Lei 03/1969 que concedeu gratificação ao médico residente. Não foi feita outra lei e cessou o pagamento do auxílio.

16/04/1970 – INAUGURAÇÃO DO GABINETE DENTÁRIO: Às 11:00 horas no Grupo Escolar Othaydes Luiz Arantes, presente o dentista Ormezindo Borges.

08/05/1970 – Repórteres do Jornal o Estado de São Paulo estiveram fazendo reportagem sobre “ITAPORÃ, CIDADE DESAPARECIDA”.

05/1970 – Doação de 02 metros de tricoline e 18,20 metros de tricolins para confecção de uniformes escolares de alunos pobres do município.

15/06/1970CONSTRUÇÃO DE UM CANIL: Waldemar Ramos da Silva e Geraldo Barbosa da Silva receberam referente a 15 (quinze) dias de serviços prestados na captura de cães soltos em vias públicas.

20/06/1970 – Antonio Proni vendeu por Cr$3.000,00 um (01) ônibus usado, marca Ford, ano 1951 para transporte de alunos residentes no Bairro Tupinambá ida e volta à Indiaporã. Lei 04/1970

06/1970 – Compra de 01 (um) trator de esteiras marca Caterpillar modelo D4D.

01/07/1970 - JOÃO GARCIA TOSTA tem seu mandato de vereador extinto, pelo motivo de faltar mais de 05 (cinco) sessões ordinárias consecutivas, após solicitação do vereador DEMÉTRIO MARQUES DE OLIVEIRA nesta mesma data, aceito pelo presidente da Câmara CARLITOS DA SILVA, justificando com base no item III do artigo 8º do Decreto Lei Federal nº 201 de 27/02/1967.

01/08/1970 – PAULINO CEZÁRIO TIAGO aposentou-se pelo INPS, deixando de prestar serviços de braçal desde 1955.

01/08/1970 – GERALDO MARTINS DE LIMA aposentou-se pelo INPS, deixando de prestar serviços encarregado da limpeza pública desde 01/1966 e em sua vaga foi contratado o senhor VENEFRIDES CÂNDIDO DE JESUS.

16/11/1970 – Carlitos da Silva, presidente da Câmara, não permitiu a vereadora Odette Theodoro Corrêa assinar o livro de ponto da sessão por motivo de chegar as 20:45 e a sessão já havia sido encerrada.

10/12/1970 – Lei nº 24/1970, que dispõe sobre o orçamento para 1971, foi a primeira lei a ser "arquivada" datilografada, pois até o momento as leis eram manuscritas em livro próprio. O secretário da prefeitura municipal era o Sr. João Agrelli.

1971 – Houve mudança na forma de apresentar os balancetes para a Câmara Municipal, deixando de anexar os comprovantes de pagamentos, apenas o balancete sintético das receitas e despesas.

01/02/1971 - Pedro Tiago Barbosa foi eleito presidente da Câmara Municipal de Indiaporã.

01/02/1971 - JAIR JERÔNIMO DE OLIVEIRA tem seu mandato de vereador extinto, pelo motivo de faltar mais de 05 (cinco) sessões ordinárias consecutivas, após solicitação do vereador Demétrio Marques de Oliveira, na sessão anterior 15/12/1970.

31/03/1971 – Demétrio Marques de Oliveira protocolou pedido de licença do cargo de vereador por trinta dias. Por não ter sido submetido ao plenário da Câmara, o mesmo retirou o pedido em 03/05/1971.

24/03/1971 – Lei 05/1971 - JESUS FERREIRA BORGES (ZÉ DA JÚLIA) e THEODORO JOSÉ DE SOUZA foram desapropriado de um imóvel urbano medindo 27 M X 30 M cada, na esquida da Rua Pedro de Toledo com a Rua Comendador General Salgado, para ser doado para a construção da delegacia e cadeia pública. EDSEO ABÍLIO MALDONADO (ESPÓLIO), também conforme a Lei 07/1971, foi desapropriado de um imóvel urbano medindo 5 M X 60 M frente para a Rua Pedro de Toledo que foi anexado aos demais. Não foi aprovado pela Secretaria de Segurança e foi aproveitado o terreno futuramente para construção do atual C.C.I.

12/05/1971 – Inaugurado o parque infantil doado pelo Governo do Estado.

15/05/1971 – GERALDO IZIDORO PEREIRA assumiu o cargo de vereador na vaga deixada pelo Jair Jerônimo de Oliveira.

01/06/1971 – DR. ORMEZINDO BORGES assumiu o cargo de vereador na vaga deixada pelo João Garcia Tosta.

17/06/1971 – Lei nº 12/1971 obriga todo proprietário urbano a efetuar o calçamento do passeio público fronteiriço à sua residência onde haja a prefeitura executado o serviço de guias e sarjetas.

08 à 12/1971 – Antonio de Almeida Rezende lecionou no Curso de Alfabetização de Adultos no prédio de Maria Pires Borges.

09/1971 – Doracina Leonel de Morais Teixeira foi contratada para o cargo de merendeira.

18/05/1971 – Lei 09/1971 autorizou a PAGAMENTO EM PECÚNIA A LICENÇA PRÊMIO dos funcionários Roberto Menezes Prata (17/02/1955 à 16/02/1965) e José Batista Maldonado (29/01/1955 à 28/01/1965).

10/11/1971 – SERVIÇO DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA: Lei 18/1971 autorizou a dar início no Serviço de Abastecimento de Água na séde do município e Tomada de Preços nº 03/1972 autorizaram a contratar a firma José Passarelli & Cia Ltda da cidade de Araçatuba-SP para perfuração de um poço profundo semi artesiano para fornecimento de água à população. Foram perfurados quatro poços em locais marcados pelo IGG e somente no último que foi considerado suficiente para atender a demanda local. Conseguiu a produção acima de 4.000 (quatro) litros/hora. O primeiro poço foi perfurado gratuito pela empresa, mas para concluir a perfuração tornou-se necessário complementar o pagamento. Foi autorizado a contrair empréstimo com o Banco Caixa Estadual. O poço principal está localizado nas terras do senhor JONAS PEDRO DE SOUZA conforme Lei 05/1973 de 25/01/1973, sendo um terreno 25 X 25 (625 m2) na estrada rural de liga Indiaporã à Guarani D'Oeste.

1971 – Efetuou o pagamento de INSS que estava em atraso de 1966 até 09/1971.

1971 – Censo foi realizado pelo IBGE o necessitou da locação de um imóvel do senhor João Domingos Sant’Anna.

16/02/1972 – PRIMEIRA CONTA REJEITADA: Contas do exercício 1967 do prefeito Cláudio Ribeiro Corrêa foram rejeitas pela Câmara Municipal de Indiaporã, acatando o Parecer do Tribunal de Contas.

16/04/1972 – Lei nº 2/1972 autorizou a efetuar a venda na bolsa de valores de São Paulo 6.648 ações da CESP Centrais Elétricas de São Paulo S/A, por preço a vista e cotado na ocasião.

16/04/1972 – Lei nº 3/1972 autorizou a vender todas as ações da PETROBRÁS Petróleo Brasileiro S/A por preço à vista e cotado na ocasião.

04/1972 - A MULA CASTANHA DE QUINZE ANOS foi adquirida do senhor ANTONIO LUIZ DA COSTA. Lei nº 07/1972 autorizou a prefeitura adquirir um animal para os serviços de limpeza pública no valor de CR$300,00 (cruzeiros).

18/04/1972 – Lei 04/1972 Autorizou a reforma do imóvel do senhor JOSÉ SCAPIM na Rua Manoel Urquiza Nogueira para instalação da agência bancária da Caixa Econômica Estadual.

 

01/06/1972 à 30/01/1973 – NÃO HAVIA MAIS SUPLENTES PARA ASSUMIR A VAGA DE VEREADOR: A Câmara Municipal de Indiaporã, neste período, foi composta por apenas 08 (oito) vereadores. Ficou uma vaga disponível por falta de interesse dos 03 (três) suplentes e também por não haver mais suplentes da ARENA.

01/06/1972 – GERALDO IZIDORO PEREIRA tem seu mandato de vereador extinto, pelo motivo de faltar mais de 05 (cinco) sessões ordinárias consecutivas, conforme explicou o presidente Pedro Tiago Barbosa, está previsto no item III do artigo 8º do Decreto Lei Federal nº 201 de 27/02/1967. Dia 06/06/1972 foi notificado através de AR dos Correios sobre a cassação de seu mandato.

05/06/1972 – JOSÉ UBALDO DA SILVA foi convocado a assumir a vaga de vereador, era o 3º suplente e não aceitou o cargo.

19/06/1972 – AMÂNCIO TREVIZAN foi convocado para assumir a vaga de vereador, sendo o 4º suplente, mas não aceitou.

03/07/1972 – FRANCISCO PAULINO DE MENEZES foi convocado como 5º suplente para assumir a vaga dia 15/07/1972, mas não entregou a documentação e não assumiu a vaga. Compareceu em três sessões consecutivas que não foram realizadas por falta de número, mas não tomou posse por motivos de não apresentar nenhum ofício.

 

08/06/1972 – Lei 10/1972 - ANTONIO RICARDO RODRIGUES e sua esposa venderam 39.325 m2 de terras e OSWALDO PINHOTTI vendeu 52.557,50 M2 de terras e foram doadas a CESP para construção do núcleo residencial destinado a seus empregados. Atualmente encontra-se construídas as casas da Quadra 1, 2 e 4/5

08/06/1972 – Lei nº 09/1972 autorizou a reforma do prédio da Secretaria de Estado da Saúde, situado a Rua Moreira Nº 582, até a importância de CR$2.000,00, para a instalação e funcionamento da Prefeitura Municipal de Indiaporã, o que deixaria de pagar aluguel do imóvel do senhor Paulo Fantini.

19/06/1972 – SEGUNDA E TERCEIRA CONTA REJEITADA: Contas do exercício 1968 e 1969 do prefeito Cláudio Ribeiro Corrêa foram rejeitas pela Câmara Municipal de Indiaporã, acatando o parecer do Tribunal de Contas. Ele já havia sido prefeito duas vezes. Tal fato não impediu sua candidatura e eleição neste mesmo ano. Foi encaminhado o ofício 25/1972 dia 21/06/1972 ao delegado local ANTONIO ALVES DA SILVEIRA para serem anexadas ao inquérito em andamento contra o ex-prefeito.

30/06/1972 – A FOTO DO FUNDADOR: Aprovado por unanimidade, requerimento 02/1972 de autoria do vereador Jesus Inácio de Souza, solicitando que o poder executivo prestasse uma homenagem ao cidadão Luiz Antonio do Amorim, fundador do município, em forma de retrato com legenda descritiva a ser colocado no gabinete do prefeito.

 

03/07/1972 – PRÉDIO DO HOSPITAL: Lei 12/1972 autorizou ceder em comodato por tempo indeterminado o prédio onde funcionou a Escola Normal de Indiaporã, na Rua Moreira 543, para instalação e funcionamento de um Hospital sob a responsabilidade dos médicos AVENIR ISAAC NETO E FRANCIS DE A. M. GOMES.

23/12/1972 – Lei 20/1972 declarou de utilidade pública a ABASI – Associação Beneficente de Assistência Social de Indiaporã presidida pelo senhor ADELINO FRANCISCO DO NASCIMENTO. Está entidade seria a administradora do futuro Hospital.

25/01/1973 - A Lei 03/1973 revogou da doação para os médicos foi editada a Lei 04/1973 que fez a doação do imóvel para a ABASI.

 

03/07/1972 – Lei nº 14/1972 Foi modificada a forma de redação das leis a partir desta Lei, passaram a ser como /está nos moldes atuais.

04/09/1972 – Leis 15 e 16/1972 Autorizaram a contratar o Dr. FRANCIS DE A. M. GOMES para prestar assistência médica a munícipes sem condições financeiras no período de agosto/1972 à 31/01/1973.

15/11/1972 – 6ª eleição para prefeito, vice-prefeito e vereadores da 6ª legislatura 1973/1976.

11/1972 – Fausto Agrelli foi contratado para o cargo de bibliotecário no Colégio Estadual de Indiaporã

28/12/1972PRIMEIRA LEI DE INCENTIVO À INDÚSTRIA: Lei nº 26/1972 autorizou a criar condições para a instalação de indústrias no município, concedendo vantagens e favores, inclusive de natureza fiscal e dá outras providências.

1972 – Prejudicado, em partes, o levantamento de pesquisa histórica por falta de relação das despesas.

Aquisição de terras e doado à Cesp para construção de casas para trabalhadores na Usina Hidrelétrica de Água Vermelha.

 

23/01/1973 – Resolução 01/1973 autoriza a mudança do prédio da Câmara de Indiaporã para a Rua Comendador General Salgado, 621.

 

Alugueis:

Aluguel de pasto para o animal da limpeza pública, prédio do Correio de Nicolau Barbon; prédio da Prefeitura de Paulo Fantini e Casa do médio de Demétrio Marques de Oliveira.

Fornecedores:

  • Auto Posto Madureira – Gustavo Zuicker – óleo e gasolina;
  • Posto N.S. Aparecida – José Pedro Dias;
  • João Maciel da Silva – transporte de alunos Tupinambá/Indiaporã/Tupinambá
  • Venino Laguna – horas com trator esteira;
  • Laércio Eterno da Silva – perfuração, limpeza, rebaixamento e manutenção de poços;
  • Taxistas: Annete Alves Pereira e João Maciel da Silva diversas viagens à Tupinambá;


Escolas: Santa Terezina, Santo Antonio, Eliziário, Água Vermelha, São Pedro/Lagoa, Córrego da Cabaça, GEOLA e GE Tupinambá.

Veículos: Motoniveladora, Caminhão Basculante, Jeep do PAMS, Carreta do trato, Caminoneta C14, ônibus estudantes, Fusca, Trator de esteiras e caminhão Ford F600 da irrigação de ruas.

 

1970 à 1972 - A gestão do prefeito Júlio Roberto de Sant’Anna:


  1. Construção de ponte sobre: Ribeirão Pádua Diniz – divisa com Mira Estrela  (Lei 05/1970) e 50% de uma ponte no Córrego da Estiva – Lei  14/1972;
  2. Compra Volkswagem Fusca sedan, Trator de esteiras D4D, ônibus usado para transporte de alunos do Bairro Tupinambá;
  3. Contratação de Dentista do Grupo Escolar O.L.A.;
  4. Contratação de médico Dr. Francis de A. M. Gomes (08/1972);
  5. Instalação de Biblioteca na Rua Luiz Arantes
  6. Pagamento de licença prêmio em pecúnia - 1971;
  7. Construção de Canil em 04/1970 – Lei 09/1970;
  8. Pagamento de energia elétrica em atraso desde 1969;
  9. Construção de calçadas e guias e lajotas;
  10. Lei de incentivo para instalação de indústrias (1972);
  11. Encerramento das atividades da Escola Normal municipal;
  12. Início da reforma do antigo prédio da Escola Normal para virar Hospital (1972);
  13. Perfuração de Poço profundo semi-artesiano (1972);
  14. Reforma da quadra de bola ao cesto do Ginásio Escolar de Indiaporã - Lei 13/1972;
  15. Desapropriação de terras: 39.325 + 52.557 M2 proximidades da quadra 1, 2, 4/5 e doado à Cesp para construção de casas para funcionários;
  16. Reforma do prédio da Rua Moreira, 582 para mudança do Paço municipal;
  17. Compra de 01 muar (mula castanha);
  18. Reforma de prédio para instalação da agência bancária da Caixa Estadual;
  19. Venda de ações da Cesp e Petrobrás;
  20. Substituição do Código Tributário de 1967.;
  21. Foi alterado a forma de enviar comprovantes de pagamento para a Câmara;
  22. Fornecimento de merenda escolar para o GEOLA e G.E.Tupinanbá;
  23. Inauguração de parque infantil;
  24. Compra de terreno para construção de cadeia de delegacia. Utilizado anos depois  para construir o CCI – Leis 05 e 07/1971.
  25. Curso de alfabetização de adultos (1971);
  26. Abertura de Posto de Sementes;
  27. Auxílio diversos a indigentes;
  28. Fornecimento de combustível para a viatura da delegacia;
  29. Contratação de bibliotecário;

==================================================================================================================

==================================================================================================================

 

 

==================================================================================================================

==================================================================================================================


31/01/1973 – Posse dos eleitos prefeito, vice-prefeito e vereadores. Eleito presidente da Câmara Municipal de Indiaporã Manoel Nogueira de Azevedo

17/05/1973 – Realizou-se uma Sessão Solene do "Sesquicentenário da Instalação do Poder Legislativo no Brasil", às 17:00 horas, em homenagem a Assembleia Constituinte de 03/05/1823.

15/08/1973 – Presente em sessão ordinária na Câmara de Indiaporã, o então prefeito Cláudio Ribeiro Corrêa afirmou "luta ainda pelo FGTS dos funcionários e também para regularizar o INPS que desde 1960, o município, não o recolheu".

01/10/1973 - Compareceram à Câmara de Indiaporã, a pedido do vereador Demétrio Marques de Oliveira, para esclarecimentos sobre o projeto de lei 38/1973 sobre crédito adicional especial para pagamento do ex-diretor da Escola Normal, o Sr. João Garcia Pelaio, ex-diretor, o ex-prefeito Júlio Roberto Sant"Anna e o prefeito Cláudio Ribeiro Corrêa.

15/02/1974 – DEMÉTRIO MARQUES DE OLIVEIRA solicita licença de 90 (noventa) dias do cargo de vereador.

15/03/1974 – ARIOVALDO MARTINS assumiu o cargo de vereador, sendo que em 01/03/1974 compareceu a sessão mas não apresentou a documentação necessária para tomar posse.

15/05/1974 – DEMÉTRIO MARQUES DE OLIVEIRA reassume o cargo de vereador que estava sendo substituído por ARIOVALDO MARTINS.

01/08/1974 - DEMÉTRIO MARQUES DE OLIVEIRA pediu explicações ao vereador EDSON TOSTA MATARÉZIO sobre o mesmo estar estudando em São Paulo e continuar exercendo o cargo de vereador no município de Indiaporã, a seu ver mudou de residência e deveria deixar o cargo.

23/09/1974LEI 25/1974 - 1.Lei Ordinária - 23/09/1974 - Dispõe sobre conserto de veículo e abertura de credito adicional especial e dá outras providências para consertar veículo de ALADIR ANTONIO ARANTES danificado em abalroamento com veículo da municipalidade conforme B.O.

 

01/02/1975 - ODETTE THEODORO CORRÊA foi eleita a primeira mulher presidente da câmara de Indiaporã com 06 (seis) votos contra 02 (dois) para DEMÉTRIO MARQUES DE OLIVEIRA.

01/06/1976 - Prefeito Cláudio Ribeiro Corrêa, a pedido do vereador DEMÉTRIO MARQUES DE OLIVEIRA, veio até a Câmara de Indiaporã dar explicações sobre o empréstimo para pavimentação asfáltica, e destaque para sua fala que "hoje estamos com 36 salas de aulas com mais de 3.200 (três mil e duzentos) alunos"

04/10/1976 - LEI 17/1976 - 1.Lei Ordinária - 04/10/1976 - Dispõe sobre abertura de credito adicional especial e da outras providências. CRr$ 3.037,00 destinados a fazer face as despesas da colisão de um caminhão chevrolet 1969 da municipalidade dirigido por SEBASTIÃO ALEXANDRE SOBRINHO contra o veículo volkswagem de MANOEL LOPES DA SILVA.

15/11/1976 - Eleição para escolha de prefeito, vice-prefeito e vereadores. 

31/12/1976 - OZORIO LUIZ PEREIRA pede informações a presidente dizendo que o vereador EDSON TOSTA MATAREZIO em virtude do não comparecimento em número legal de sessões consecutivas já perdeu o seu mandato. A presidente ODETTE THEODORO CORRÊA informa que o mesmo já foi notificado da casssação, mas a extinção será proclamada na próxima sessão ordinária.

01/01/1977 à 31/01/1977 - EDSON TOSTA MATAREZIO teve o seu mandato cassado e por faltar poucos dias para encerramento da legislatura não foi chamado suplente.

31/01/1973 à 31/01/1977 - DEMÉTRIO MARQUES DE OLIVEIRA e OZORIO LUIZ PEREIRA destacaram-se na legislatura como vereadores que mais usaram a palavra durante as sessões da Câmara Municipal de Indiaporã.



=====================================================================================================

=====================================================================================================

28/01/1977 - LEI 2/1977 - 1.Lei Ordinária - 28/01/1977 - Dispõe sobre doação de terreno perpetuo no cemitério, necessário a construção do túmulo do saudoso LUIZ ANTONIO DO AMORIM pelos relevantes serviços prestados a nossa cidade durante sua vida. 

01/02/1977 - Posse dos eleitos em 15/11/1976.  FRANCISCO LEONEL FILHO foi eleito presidente da Câmara de Indiaporã.

01/04/1978 – AYRES LUIZ ARANTES afastou-se cargo de vereador.

03/04/1978 – CARLITOS DA SILVA substituiu até o dia 14/07/1978 a licença do vereador AYRES LUIZ ARANTES.

01/08/1978 – AYRES LUIZ ARANTES deixa vago o cargo de vereador, mudança de domicilio para Mirassol D'Oeste-MT

01/08/1978 – CARLITOS DA SILVA assume a vaga do cargo de vereador deixada pelo senhor AYRES LUIZ ARANTES.

01/03/1979 à 16/04/1979 – FRANCISCO LEONEL FILHO retirou licença do cargo de vereador e assumiu PEDRO DIAS FURTADO SOBRINHO.

15/10/1980 à 31/01/1981 – ÊNIO OVÍDIO CAMPOLUNGO retirou licença do cargo de vereador e assumiu PEDRO DIAS FURTADO SOBRINHO.

01/04/1982 à 31/08/1982 – PAULINO DE JESUS PEREIRA afastou-se por motivo de licença para tratamento de saúde e assumiu a vaga de vereador PEDRO DIAS FURTADO SOBRINHO.

01/09/1982 à 31/12/1982 – FRANCISCO LEONEL FILHO afastou-se por motivo de licença para tratamento de saúde e assumiu o cargo PEDRO DIAS FURTADO SOBRINHO.


1977 à 1982 - Realizações do Prefeito Demétrio Marques de Oliveira:

  1. Construção de uma ponte com extensão de dez metros no Ribeiro de Água Vermelha, na antiga estrada que liga Indiaporã à Ouroeste;
  2. Ponte no Córrego do Tatú, com seis metros de extensão, na propriedade do sr. José Barbosa;
  3. Ponte com seis metros de extensão, na estrada que liga Indiaporã à Arabá, na propriedade do sr. Geraldo Cândido da Silva;
  4. Ponte com cinco metros de extensão, na divisa de Indiaporã - Macedônia, na propriedade do sr. José F. da Costa;
  5. Ponte de concreto, extensão de cinco metros, estrada Indiaporã / Tupinambá;
  6. Reconstrução do morro de arrimo da ponte do Córrego do Tatú, na propriedade do sr. Joaquim José de Souza (Zote);
  7. Uma linha de tubo com aterro, no córrego da Estiva, propriedade do sr. João Fernandes;
  8. Aterro com linha de tubo na propriedade do sr. Aderito Ferreira da Silva;
  9. Aterro com linha de tubo na estrada Indiaporã / Tupinambá, na propriedade do sr. Benedito Crispim de Oliveira;

10. Aterro com três linhas de tubos na estrada Indiaporã / Macedônia, na propriedade do sr. Ataíde Nunes;

11. Quatro linhas de tubos na estrada Indiaporã / Guarani D’Oeste;

12. Duas linhas de tubos na estrada Indiaporã / Guarani D’Oeste, na propriedade do sr. Oswaldo Macedo Garcia;

13. Aterro com uma linha de tubos na estrada Indiaporã / Córrego do Formoso, propriedade do sr. Otávio Cândido da Silva;

14. Três linhas de tubo na propriedade do sr. Vicente Luiz da Costa Neto;

15. Três linhas de tubos na propriedade do sr. Daul Damião Arantes;

16. Três linhas de tubos na propriedade do sr. Othogamis Gabriel Moreira;

17. Uma linha de tubos na estrada Indiaporã / Tupinambá, na propriedade do sr. Manoel Lopes da Silva;

18. Uma linha de tubos na estrada Indiaporã / Córrego do Tatú, na propriedade dos srs José dos Santos (Zé Baiano) e Teodomiro Fernandes (Tino);

19. Uma linha de tubos na estrada Indiaporã / Rio Grande, na propriedade do sr. Adil Luiz Arantes;

20. Uma passagem de gado naestrada Indiaporã / Mira Estrel, na propriedade do sr. Antonio de Campos (Tonhão);

21. Conseguiu junto a CESP a doação da área de lazer, onde estão localizados campos de futebol, quadras de esportes.

22. Construção de uma piscina olímpica na área de lazer;

23. Esforçou-se para abertura e inauguração das agências dos Bancos Banespa e do Brasil;

24. Adquiriu duas peruas Kombi, um caminhão MB basculante, uma pá carregadeira W7E, um trator Massey Fergusson 55X, um ônibus MB capacidade 41 passageiros, um carro passat ano 1978, recuperação de uma moto-niveladora Huber Waco, uma caminoneta C10 e uma ambulância Kombi à álcool.

25. Criação das hortas comunitárias onde a própria população juntamente com um funcionário municipal produziam legumes e verduras para todos;

26. Campanhas de vacinação anti-rábica;

27. Saneamento básico com 1.056 (mil e cinquenta e seis) ligações de água, 853 (oitocentos e cinquenta e três) ligações de esgoto, perfuração de cinco poços profundos.

28. Construção e instalação de água no Bairro Tupinambá, com cinquenta e cinco ligações;

29. Ligações de água nos Bairros: Vila Mariana 47 ligações, Jardim Indianópolis 13 ligações e Jardim N. S. Aparecida 17 ligações;

30. Combate a erosão em diversos locais, destacando a eliminação do abismo que existia na saída da Rua Cândido José da Silva destino para o Bairro Tupinambá, próximo a Cipasa, colocando linha de tubo com mais de cem metros de comprimento e mais de dois mil e seiscentos caminhões de terra;

31. Ampliação da Escola Estadual Professor Dathan Cervo através da construção de quatro salas de aula;

32. Ampliação da Escola Estadual Othaydes Luiz Arantes através da construção de quatro salas de aula;

33. Construção da Escola Estadual João Luiz de Souza, no Bairro Tupinambá, com 654 (seiscentos e cinquenta e quatro) metros quadrados;

34. Instalação de gabinetes dentários nas Escolas;

35. Criação da Biblioteca Comunitária;

36. Empenho efetivo junto à CESP para que a mesma construísse o Hospital em Indiaporã, e após o término da construção da Usina de Água Vermelha conseguiu a doação do Hospital ao município;

37. Criação do Mobral em diversos locais no município para alfabetização de adultos;

38. Fundação da Guarda Mirim que conseguiu empregar vários adolescentes carentes;

39. Fundação da Banda Marcial que apresentou em diversos municípios;

40. Criação do Plimec, no prédio que foi demolido para a construção da Rodoviária, neste projeto era servido alimentação para mais de duas mil crianças;

41. Criação de cursos de pintura e de costura com certificados;

42. Distribuição de cestas básicas natalinas às famílias carentes do município;

43. Distribuição de brinquedos às crianças carentes, distribuição de óculos, tratamento dentário gratuito e distribuição de materiais escolares;

44. Criação da Creche;

45. Pavimentação asfáltica de mais de 90.000 (noventa mil) metros quadrados na cidade;

46. Foram instalados mais de 200 (duzentos) novos aparelhos telefônicos na cidade;

47. Instalação de telefone público no Ponto de Táxi;

48. Extensão de 2.500 (dois mil e quinhentos) metros de rede elétrica para os Bairros: Nossa Senhora Aparecida, Jardim Indianópolis, Vila Mariana, prolongamento da Avenida da Saudade e na Avenida Nove de Julho;

49. Sinalização de trânsito em toda a cidade;

50. Criador e idealizador da Bandeira do Município de Indiaporã;

51. Realização da primeira Festa do Peão Boiadeiro, o local atualmente é ao lado do Estádio Querubino de Paula. Durante seu mandato não cobrava a entrada e as rendas das barracas eram revertidas em benefício das entidades;

52. Construção de guias e sarjetas no Bairro Tupinambá;

53. Início da construção do Centro de Lazer do Trabalhador Rural;

54. Implantação do Pró-Nutre (Programa de Nutrição ao Pré-Escolar).

 

=====================================================================================================

=====================================================================================================

 

01/02/1983 - Posse dos vereadores, prefeito e  vice-prefeito.  

19/06/1986 – PEDRO RIBEIRO NETO deixou vago o cargo de vereador por causa de seu falecimento.

20/06/1986 – ANTÔNIO JERÔNIMO (PATO MANCO) assume o cargo de vereador após ficar vago por motivo de falecimento do senhor PEDRO RIBEIRO NETO.

10/09/1986LEI 332/1986 - 1.Lei Ordinária - 10/09/1986 - Autoriza o pagamento assistência médico hospitalar e dá outras providências, com o acidente sofrido pelo servidor municipal, SEBASTIÃO MARQUES DE OLIVEIRA, com veículo da municipalidade, quando em serviço de interesse do município. 

21/02/1986 - NOÊMIA CÂNDIDA DE SOUZA SANT’ANNA apresentou em sessão ordinária pedido de licença saúde e reassumiu o cargo dia 18/04/1986.

07/03/1986 – CARLITOS DA SILVA assume vaga de suplente de vereador na licença saúde da vereadora NOÊMIA CÂNDIDA DE SOUZA SANT’ANNA, até o dia 17/04/1986.

 



===================================================================================================================

===================================================================================================================


01/01/1989 - Posse dos vereadores, prefeito e  vice-prefeito.  

 

31/08/1992 – NOÊMIA CÂNDIDA DE SOUZA SANT’ANNA afastou-se por motivo de licença para tratamento de doença comprovada e reassumiu o cargo dia 23/09/1992.

02/09/1992 - JAIR SPONQUIADO assumiu o cargo de vereador até o dia 22/09/1992 para substituir a vereadora NOÊMIA CÂNDIDA DE SOUZA SANT’ANNA, sendo este até o presente momento o menor período em que um vereador assumiu o cargo.


===================================================================================================================

===================================================================================================================


01/01/1993 - Posse dos vereadores, prefeito e  vice-prefeito.

08/03/1993 à 06/05/1993 – ANTÔNIO DE CARVALHO afastou-se por motivo de licença para tratamento de doença comprovada.

08/03/1993 à 06/05/1993 - SOLEDADE GARCIA SAKATA assume o cargo de vereadora na licença do vereador Antônio de Carvalho.


13/09/1993 à 28/09/1993 - JESUS INÁCIO DE SOUZA assumiu o cargo de prefeito em substituição ao titular JOSÉ CARLOS SANTANA.

01/01/1995 - DR. JAIR SPONQUIADO pede afastamento do cargo de vereador para assumir cargo de Secretário Municipal de Saúde em Indiaporã.

01/02/1995 - SOLEDADE GARCIA SAKATA assume o cargo de vereadora na licença do vereador JAIR SPONQUIADO até o dia 03/06/1996.

04/06/1996 - JAIR SPONQUIADO reassume o cargo de vereador.

18/06/1996 - ANTÔNIO DE CARVALHO afastou-se do cargo de vereador por motivo de licença para tratamento de doença comprovada até o dia 10/10/1996.

26/06/1996 - SOLEDADE GARCIA SAKATA assume o cargo de vereadora temporariamente na licença de saúde do vereador ANTÔNIO DE CARVALHO, até o dia 10/10/1996.

11/10/1996 - ANTÔNIO DE CARVALHO reassume o cargo de vereador.



===================================================================================================================

===================================================================================================================

01/01/1997 - Posse dos vereadores, prefeito e  vice-prefeito.


27/03/1997 à 27/05/1997 – MANOEL VICENTE DA SILVEIRA assume o cargo de vereador devido o vereador CLÉBER MARCOS DE OLIVEIRA afastar-se por motivo de licença saúde.

10/09/1997 – FLÁVIO ROBERTO DE SOUZA SANT'ANNA afasta-se do cargo de vereador para licença saúde e reassume dia 10/10/1997.

10/09/1997 à 09/10/1997 – EZEQUIEL NUNES DE MATOS assume o cargo de vereador temporariamente no lugar de FLÁVIO ROBERTO DE SOUZA SANT’ANNA que afastou-se por motivo de licença saúde.


01/04/1999 – CLÉBER MARCOS DE OLIVEIRA pede afastamento temporário do cargo de verador para tratar de interesse particular, sem remuneração.

01/04/1999 à 30/06/1999 - MANOEL VICENTE DA SILVEIRA assume novamente o cargo de vereador no lugar de CLÉBER MARCOS DE OLIVEIRA.

01/07/1999 – CLÉBER MARCOS DE OLIVEIRA reassume o cargo de vereador.


 

 



===================================================================================================================

===================================================================================================================

01/01/2001 - Posse dos vereadores, prefeito e  vice-prefeito.  

01/03/2001 – Contratação de software contábil – Empresa Fiorilli S/C Ltda.


===================================================================================================================

===================================================================================================================

01/01/2005 - Posse dos vereadores, prefeito e  vice-prefeito.  

02/08/2006 à 31/08/2006 – CARLITOS DA SILVA, vice-prefeito, conforme o Decreto legislativo nº 08/2006 foi autorizado a substituir férias do senhor prefeito Ricardo Desidério Silveira Rocha

===================================================================================================================

===================================================================================================================

01/01/2009 - Posse dos vereadores, prefeito e  vice-prefeito.

04/10/2011 – JOSÉ APARECIDO TIAGO BORGES JÚNIOR deixa vago o cargo de vereador.

07/10/2011 – MAIRA CRISTIANE DE SOUZA assume a vaga do cargo de vereador deixada pelo senhor JOSÉ APARECIDO TIAGO BORGES JÚNIOR.

16/04/2012 – FLÁVIO ROBERTO DE SOUZA SANT'ANNA pede licença temporária do cargo de vereador. 

17/04/2012 – SERGIANO BORGES MALDONADO substituiu temporariamente até 27/06/2012 o cargo de vereador após pedido de licença do senhor FLÁVIO ROBERTO DE SOUZA SANT'ANNA

28/06/2012 – FLÁVIO ROBERTO DE SOUZA SANT'ANNA reassume o cargo de vereador. 


===================================================================================================================

===================================================================================================================

01/01/2013 - Posse dos vereadores, prefeito e  vice-prefeito.

===================================================================================================================

===================================================================================================================

01/01/2017 - Posse dos vereadores, prefeito e  vice-prefeito.

 

 

=================================================================================================================== 

=================================================================================================================================== 

04/04/1991 - Título de Cidadão Indiaporãense que foi criado pelo Regimento Interno da Câmara Municipal de Indiaporã e está regulamentado pelo Regimento Interno da Câmara, Art. 158, § 3º, Inciso I de 04/12/2006.

21/09/1992 - Medalha 12 de Maio, criada através do Decreto Legislativo Nº 03/92, pelo presidente da Câmara Municipal de Indiaporã Aparecido Calixto Borges. Foi substituída pela “Insígnia Honra ao Mérito” no período de maio/2005 à maio/2006 e atualmente chama-se “Insígnia 12 de Maio”, criada pelo Regimento Interno da Câmara Municipal de Indiaporã de 04/12/2006, Art. 158, § 3º, Inciso II.

02/05/2005 - Insígnia Honra ao Mérito, foi criada e concedida no período de Maio/2005 à Maio/2006, pelo Presidente da Câmara, Fernando César Humer e substituiu a "Medalha 12 de Maio".
04/12/2006 - Insígnia 12 de Maio foi criada e regulamentada pelo Regimento Interno da Câmara, Art. 158, § 3º, Inciso IIEla substituiu a “Insígnia Honra ao Mérito”.

====================================================================================================================================
27/04/1992 - Galeria dos Ex-Presidentes da Câmara Municipal de Indiaporã foi criada e regulamentada através do Ato nº 01 de 27/04/1992 sendo presidente o senhor Aparecido Calixto Borges.

 ================================================================================

A leitura dos projetos e demais correspondências durante as sessões legislativas eram feitas pelo funcionário com o cargo de secretário-técnico da Câmara.

Depois que passou a ser feita pelos 1º e 2º secretários da mesa diretora

================================================================================

 

Denominação antiga das Ruas quando o Bairro Indianópolis foi emancipado:
NOME ANTIGONOME ATUAL
Rua Barretos Rua Cândido José da Silva
Rua Arantes Rua Orozimbo Luiz Arantes
Rua Pedro de Toledo  Rua Theodoro José de Souza
Rua Moreira Rua Faustino Moreira Gonçalves
Avenida Nove de Julho Avenida Nove de Julho
Rua Paraná Rua Innocêncio Dutra de Sant'Anna
Rua São Paulo Rua Manoel Urquisa Nogueira
Rua Mato Grosso  Rua Miguel Antonio de Rezende

Rua Comendador General Salgado

Rua Dr. Antonio Sylvio Cunha Bueno

Rua Domingos Simões Marques

 

=================================================================================

VEÍCULOS DA CÂMARA DE INDIAPORÃ

15/12/1999 – Primeiro veículo da Câmara de Indiaporã: GM/Monza SL/E EFI, cor vermelha, ano baf. 1993, mod. 1993, movido á gasolina, 5 lugares, c/ direção difráulica, ar condicionado, 4 portas, placa BMH-2403, adquirido de NELSON SIMIOLI.

02/12/2003 – adquirido de APRAVEL VEÍCULOS E PEÇAS LTDA

01/03/2005 - Resolução 02/2005 Regulamenta o uso de veículo da Câmara de Indiaporã.

08/11/2012 – GM/Astra sedan 1.8, movido à álcool, ano fab. 2003, mod. 2004, cor preta, placa CZA 5311, adquirido da RICAR FERNANDÓPOLIS COMÉRCIO DE VEÍCULOS LTDA.

 ======================================================================================================

 

LOCAIS ONDE FUNCIONARAM A CÂMARA DE INDIAPORÃ

01/01/1955 - Rua São Paulo, s/nº (atual Rua Manoel Urquisa Nogueira - Lei 4/1967)anexa a Prefeitura Municipal, imóvel alugado do senhor Manoel Urquisa Nogueira. O prédio foi demolido quando da construção do Banco do Brasil. Na esquina havia a casa do senhor Abílio Chamat e ele era o primeiro imóvel após a esquina. 

01/01/1959 - Rua São Paulo, nº 341 (atual Rua Manoel Urquisa Nogueira - Lei 4/1967)O prédio passou a possuir numeração em 01/04/1960. Este imóvel era alugado do senhor Lázaro Chamat. Localizava-se onde atualmente encontra-se o calçadão, sendo o segundo imóvel após o Bar da Irene do Ivonete. Prefeitura e Câmara anexos.

15/03/1962 – Rua Paraná nº 373/343/543 (atual Rua Innocêncio Dutra de Sant’Anna). Neste local funcionava o Grupo Escolar de Indiaporã. Com a construção da nova escola chamada Grupo Escolar Othaydes Luiz Arantes e devido ser prédio próprio do município, o mesmo foi reformado para funcionamento da Prefeitura Municipal e em anexo a Câmara. (Há divergências nas atas quanto ao número correto do prédio). 

01/02/1968 – Rua Manoel Urquisa Nogueira, nº 385, esquina com a Rua Luiz Arantes. Motivo da mudança foi para ceder a sala para o funcionamento da Escola Normal Municipal, conforme o projeto de resolução 02/68 aprovado em 15/01/1968. Houve a separação dos prédios da prefeitura e câmara. Imóvel alugado do senhor Abílio Chamat, atualmente em frente ao Banco do Brasil.

02/05/1969 – Avenida Nove de Julho, nº 294. Imóvel alugado do senhor ELIAS BECHARA.

31/01/1973 – Rua Comendador General Salgado, nº 621. (atual Rua Domingos Simões Marques, onde funciona a brinquedoteca/casa de brinquedos). Na ocasião da mudança foi realizado a cerimônia de posse dos novos vereadores, prefeito e vice-prefeito. 01/02/1989 apenas alterou a denominação para RUA DR. ANTONIO SYLVIO CUNHA BUENO, e também o número do prédio para nº 1373, mas no mesmo local. 05/06/1991 houve nova alteração de denominação para RUA DOMINGOS SIMÕES MARQUES, nº 1373. Última sessão realizada neste local foi dia 15/03/1995. Este imóvel é próprio do município.

Em 1973 houve um mandato do Exmo. Sr. Juiz de Direito para verificação da mudança da Câmara Municipal para outro recinto e a Lei Orgânica do Município previa que para mudar a Câmara de local deveria ser comunicado o MM. Juiz de Direito. Por este motivo a Lei 13/1974, de 06/05/1974 autorizou a prefeitura pagar as despesas de diligências no valor de CR$ 300,00. 

04/04/1995 – Rua José Scapin, Quadra 12, Casa 21. Motivo da mudança para este local foi que havia um projeto de ampliação e reforma em formato de um “L” do imóvel anteior, mas isto não aconteceu e a Câmara Municipal permanece até hoje onde era para ser um local provisório.


 

 

 

 

 

Ações do documento